Eduardo Baptista quer manter mesma escalação da Ponte Preta para premiar jogadores

Time foi bem no empate contra o Coritiba e deve ser repetido diante do Atlético-PR, na quarta-feira, feriado nacional

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) – Sem tempo para treinar e disposto a dar moral para os jogadores que buscaram o empate, por 1 a 1, com o Coritiba, no último domingo, o técnico Eduardo Baptista já confirmou que pretende manter a mesma formação da Ponte Preta diante do Atlético-PR. Este jogo importante em termos de rebaixamento será disputado quarta-feira, às 17 horas, no estádio Moisés Lucarelli, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com 36 pontos, em 18.º lugar, o time campineiro precisa vencer para se manter vivo na luta contra o rebaixamento. Há quatro rodadas seguidas o time convive na zona de descenso para a Série B. Eduardo Baptista acha que o momento é mais de passar confiança aos jogadores:

“Não temos tempo para treinar, então a ideia é premiar os jogadores que foram até Curitiba”.

Eduardo Baptista se fecha com os jogadores e aposta na recuperação da Ponte Preta no Brasileiro
Eduardo Baptista se fecha com os jogadores e aposta na recuperação da Ponte Preta no Brasileiro

SÓ UM TREINO TÁTICO
Tanto é verdade que só está programado um treino tático e de posicionamento para esta terça-feira à tarde, no centro de treinamento do Jardim Eulina. Pelo menos, o técnico vai ganhar algumas opções como o volante Fernando Bob, que cumpriu suspensão automática, mas não vinha atuando bem, e o atacante Emerson Sheik que não reunia condições de atuar no Paraná devido o desgaste físico.

TRÊS BOAS OPÇÕES
Mas são dois jogadores de qualidade técnica e que poderão se úteis durante o jogo. O mesmo vale para o meia Renato Cajá que foi preparado para voltar neste jogo. Após seguidas lesões, ele finalmente deve ter condições de atuar um período neste momento tão decisivo para o time.

“Se ele jogar uns 20 minutos já vai nos ajudar bastante, porque não temos um jogador com as características dele, que arma o jogo e que faz a bola rolar. Além de ter uma bola parada muito forte, em faltas e escanteios” – justificou o treinador.

O espírito de união e a força na marcação foram determinantes para empate da Ponte em Coritiba
O espírito de união e a força na marcação foram determinantes para empate da Ponte em Coritiba

UNIÃO E SUPERAÇÃO
Baptista acha que o momento é de união total e de superação. Além disso, considera importante manter o otimismo nos últimos jogos e que podem decidir o futuro do clube para a próxima temporada.

“Eu vim aqui para buscar soluções e estou tentando fazer isso. Os problemas já estavam aqui instalados quando eu cheguei” – concluiu.

DIRETORIA MANTÉM PROMOÇÃO
A diretoria manteve a promoção de preços módicos para o setor de geral: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Como é feriado, a expectativa é em torno de oito a dez mil torcedores no Majestoso.

CONFIRA MAIS DETALHES SOBRE A PROMOÇÃO !