Juventus 4 x 3 Taboão da Serra - Virada emocionante crava primeiro rebaixado na A3

Moleque buscou a virada aos 47 da etapa final e entrou para o G8

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 28 (AFI) - Quando os torcedores chegaram a Rua Javari, na tarde desta quarta-feira, não imaginavam as emoções que estariam por vir na partida contra o Taboão. Depois de deixar o primeiro tempo perdendo por 2 a 1, o Juventus voltou para a etapa final e buscou a virada no último minuto de jogo, levando alguns torcedores às lágrimas, segundo os narradores da Web Rádio Mocca, de São Paulo.

Com a vitória, o Juventus voltou para o G8, na sétima posição com 25 pontos, aumentando as chances de uma classificação, faltando apenas duas rodadas para a próxima fase. Na contramão, o Taboão da Serra não consegue mais deixar a zona de rebaixamento e é o primeiro rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Paulista de 2013. O time segue na lanterna com 13 pontos. Confira a classificação.

Jogo
Precisando da vitória para sonhar com a permanência na Série A3, o Taboão da Serra não se sentiu intimidado por jogar na Rua Javari e partiu pra cima. Tocando a bola com facilidade e fugindo da marcação, os jogadores do Cats seguiam dominando a partida logo no inicio e abriram o placar com Ederson, de cabeça, aos 12 minutos. Com o gol, quem se sentiu intimidado foi o Juventus, que não se encontrava na partida e pecava na troca de passes.

Não demorou para o Taboão da Serra provar sua superioridade. Aos 20 minutos, o meia Diogo apareceu livre para ampliar o placar, deixando os torcedores do Moleque indignados. Os protestos se transformaram em gritos de incentivos o Juventus diminui a diferença. O zagueiro Fabão chegou com qualidade para fazer o gol, encerrando o placar da primeira etapa: 2 a 1.

Vendo a dificuldade que seus jogadores encontravam em tocar com qualidade, o técnico Luis Carlos Ferreira, resolveu mexer no ataque. Rafael saiu para entrada de Fernando e Douglas deu lugar a Romarinho. Com a mudança, o técnico tentou melhorar a troca de passes, com os atacantes voltando para buscar a bola. Mas passados alguns minutos, as substituições não surtiram e o Taboão chegou ao terceiro gol com Samuel, em uma linda cobrança de falta.

Virada emocionante decreta o rebaixamento do Cats
Se o ataque do Moleque não conseguia resolver a situação, a zaga pelo menos tentou. Aos 30 minutos, o zagueiro Fabão novamente foi o nome do gol. O jogador apareceu livre na área e chutou forte no canto para diminuir a diferença fazendo 3 a 2. Embalado pela forte presença dos torcedores na Rua Javari, o Juventus empolgou e deixou tudo igual. Fernando recebeu cruzamento na pequena área e cabeceou deixando tudo igual: 3 a 3.

Com o empate, o Juventus estaria perto de protagonizar uma das partidas mais emocionantes da Série A3. Depois de muita pressão, o Moleque recuou o Taboão em seu campo ofensivo, mas ainda perdia muitos gols, principalmente com o atacante Fernando. Mas o capitão Saulo foi o autor do lance que levou torcedores às lagrimas na Rua Javari. O atacante recebeu na intermediária, procurou o espaço e bateu forte, às 47 minutos, sem chances de defesa para o goleiro Leandro.

Próximos jogos
O Taboão da Serra tem mais um jogo de "vida ou morte" contra o Flamengo, em confronto direto, já que os dois times tentam fugir da degola. Os times se enfrentam, em Guarulhos, no Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos, às 15h, no próximo do domingo. O Juventus ainda tenta uma vaga na próxima fase contra a Inter de Bebedouro, em Bebedouro, no Estádio Sócrates Stamato, também no domingo, mas ás 10h, pela 18ª rodada.

Ficha Técnica

Fase
1ª Fase
Rodada
17ª rodada
Data
28/03/2012
Horário
15h00
Local
Estádio Conde Rodolfo Crespi, em - São Paulo (SP)
Árbitro
Rodrigo Braghetto

Assistentes
Peterson Leão Rodrigues e Maria Andréia Pereira da Silva

Juventus
Túlio;
Fabão, Reginaldo e Eduardo Silva;
Tony, César Santiago, Douglas (Gebson), Saulo e Lucas Pavone;
Marcus Vinicius (Thiago Elias) e Rafael (Fernando)
Técnico: Juventus
Taboão da Serra
Leandro;
André Luiz, Wellington Damião (Daniel) e Douglas; Wellington (Leonardo), Salomão, Diogo Medeiros, Samuel e Ricardo Silva; Vinicius e Ederson (André Paulista)
Técnico: Anderson Nóbrega (interino)