Catarinense: Figueirense banca permanência de Jorginho: "Ninguém vai demitir"

O treinador está ameaçado no cargo devido à campanha do time no Estadual

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 30 (AFI) - Buscando uma recuperação judicial para evitar falência, tamanha a crise financeira instalada no clube, o Figueirense já sabe que não poderá fazer muitos investimentos e sequer aumentar as dívidas. Por toda essa situação, além de ter confiança em um técnico que já foi campeão com a Portuguesa e estava muito perto do título brasileiro com o Palmeiras - foi substituído por Muricy Ramalho em 2009 e viu o tudo desandar -, a diretoria alvinegra deu mais um voto de confiança para Jorginho.

"Ninguém está falando em demitir o Jorginho. O torcedor está ciente e sabe do esforço que nós fizemos para manter o treinador. Sensibilizamos ele dentro do projeto futuro, sabendo da dificuldade. Quando tivermos fôlego financeiro e o equilíbrio no trabalho, certamente vamos buscar resgatar nossa tradição no futebol catarinense", disse Norton Flores Boppré à CBN Diário.

Jorginho seguirá no Figueirense
Jorginho seguirá no Figueirense
Há três jogos sem vencer, o Figueirense ocupa apenas a décima colocação do Campeonato Catarinense, com cinco pontos, apenas na frente de Criciúma (três) e Metropolitano (dois). A meta é dar a volta por cima nesta quarta-feira, às 19h, quando enfrenta o Hercílio Luz, no Orlando Scarpelli.

"Estamos confiantes no trabalho do professor Jorginho, que entendeu a situação do clube, as limitações financeiras, de orçamento comprimido e nos ajudou a montar uma equipe que ainda vai crescer. Oscila neste momento dentro de uma mesma partida, mas ele está desenvolvendo um trabalho para que possa trazer os resultados", concluiu.

APROVEITAMENTO!
Com 27,8% de aproveitamento, o Figueirense vem fazendo a pior campanha do século, por isso a preocupação é maior em fugir do rebaixamento do que se aproximar das primeiras colocações.