Cruzeiro é condenado a pagar R$ 200 mil a ex-preparador de goleiros

Para garantir o pagamento, a juíza Aline Paula Bonna ainda determinou o bloqueio do valor nas contas do Cruzeiro

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 24 (AFI) - O Cruzeiro segue com situação complicada em relação à dívidas por transações ou com ex-funcionários. Desta vez, o clube celeste foi condenado pela 36ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte a pagar Leandro Franco, preparador de goleiros demitido em janeiro. O valor é de R$ 200 mil.

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Para garantir o pagamento, a juíza Aline Paula Bonna ainda determinou o bloqueio do valor nas contas do Cruzeiro.

Além de valores referentes à FGTS, férias, 13º, também será pago valores de premiação no total de R$ 68 mil. Os prêmios são do Brasileirão, 2018 e 2019, classificação na Libertadores 2019, Campeonato Mineiro 2019 e classificação na Copa do Brasil 2019.

Leandro Franco trabalha junto com Robertinho, que também foi demitindo e acionou o Cruzeiro na Justiça. Recentemente, ganhou causa para pagamento de cerca de R$ 1,5 milhão.