De volta à elite, Coritiba quer vencer e convencer no Brasileirão

Com comando de Barroca, Coxa Branca quer provar que pode fazer bonito e ter resultado

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 07 (AFI) - O Coritiba está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro após dois anos seguidos na Série B. O acesso foi obtido com a terceira melhor campanha. A missão, em primeiro lugar, é se manter entre os melhores clubes do futebol nacional.

E para isso, o Coritiba aposta em uma fórmula diferente. Sangue novo no banco de reservas e experiência em campo. Eduardo Barroca, que subiu com o Atlético-GO, será o responsável por comandar o time paranaense. Em campo, nomes conhecidos como Rafinha, Sassá e Neilton. O primeiro, no entanto, perderá boa parte do torneio por uma grave lesão no tornozelo sofrida na final do paranaense, que acabou com o Athletico campeão.

O jovem treinador terá trabalho para segurar o ímpeto e a cabeça quente de Sassá e Neílton, por exemplo. Se quiser se desafiar um pouco mais, Barroca buscará a melhor classificação do Coritiba nos pontos corridos. Até aqui, foi o quinto lugar em 2003.

Por lesão, Rafinha perderá boa parte do Brasileirão
Por lesão, Rafinha perderá boa parte do Brasileirão
FOCO!
Foco necessário o treinador terá. Afinal, o Coritiba foi eliminado ainda na primeira fase da Copa do Mundo ao ser derrotado pelo Manaus. Resta apenas a disputa do Brasileirão.

A estreia do Coritiba será em casa, mas sem o apoio da torcida. Por conta da pandemia do novo coronavírus, os jogos serão com portões fechados. O clube da capital receberá o Internacional no Couto Pereira, neste sábado, às 19h30.

"Esperamos fazer um bom Campeonato Brasileiro. Estamos voltando da Série B, estão esperamos fazer uma boa campanha para que a gente possa permanecer, primeiramente, na Série A, que a gente sabe que quando um clube volta o primeiro objetivo é se manter. E quem sabe a gente possa conseguir uma vaga na Sul-Americana ou até mesmo brigar pela Libertadores", disse Rafinha.

TIME BASE: Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Matheus Galdezani e Gabriel; Robson, Rafinha e Igor Jesus.