Por Wilson Rocha: Croácia vira para cima da Inglaterra e faz final contra França

Após o término da partida, os personagens que estiveram em campo fizeram seus comentários sobre o duelo

por Agência Futebol Interior

  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento

Por WILSON ROCHA
Enviado Especial do FUTEBOL INTERIOR na Copa da Rússia

Campinas, SP, 12 (AFI) - A Croácia venceu a Inglaterra na última quarta-feira pelo placar de 2 a 1 de virada e se classificou para a grande final da Copa do Mundo 2018, fazendo história ao superar a então melhor campanha do país no torneio, de 20 anos atrás, que era o 3º lugar. Já a Inglaterra permanece sem chegar a uma final desde 1966. Após o término da partida, os personagens que estiveram em campo fizeram seus comentários sobre o duelo.

EMOCIONADO DE CHEGAR A FINAL
Começando pelo lado vencedor, o treinador croata, Zlatko Dalic, concedeu entrevista coletiva e se disse muito confiante com a equipe, mesmo tendo jogado “um jogo a mais” do que a França.

“Ontem (quarta) nós pegamos o caminho mais difícil. Somos o único time da Copa que vai jogar oito jogos. Isso é muito difícil. Mas me parece que quanto mais difícil as circunstâncias, melhor nos jogamos futebol. Claro que a França tem um dia a mais, mas nós vamos descansar e nos recuperar a tempo. Não há desculpas, isso é uma final de Copa do Mundo. Temos que dar tudo, estar prontos, estar preparados. É uma chance de uma vida. Tem sido difícil para nós, mas vamos achar a força e a motivação”.

Croácia vira para cima da Inglaterra e faz final contra França
Croácia vira para cima da Inglaterra e faz final contra França
O treinador também comentou um suposto desrespeito dos ingleses pela camisa croata antes da disputa.

“Nós respeitamos os rivais e esperamos isso de volta. Talvez não tiveram o respeito conosco que nós merecemos, o time inglês e a mídia. Mas isso é futebol, isso é o esporte. Talvez esse elemento tenha existido. Mas nós estávamos motivados para além disso. Nós queríamos ir para a final e jogar por nossos fãs”.

MAIOR ASTRO DA CROÁCIA
Astro da Seleção e considerado um dos melhores da Copa, o camisa 10 Luka Modric disse que agora os croatas buscarão o título.

“Chegamos muito humildes. Falamos que o primeiro passo era passar da fase de grupos e o fizemos. Mas, dentro (do grupo) tivemos uma confiança incrível que esse time poderia alcançar algo histórico. E estamos aqui e falta um passinho mais. Um país como a Croácia é algo histórico, impressionante estar em uma final de Mundial e estamos muito orgulhosos de este êxito. Mas, não queremos ficar (só) com isso”.

Ele também divulgou um pacto entre os jogadores caso a Croácia vença o torneio. “Se ganhar, vou pintar o cabelo. Todo o time vai pintar o cabelo. Vamos ver”.

Autor do primeiro gol, da assistência para Mandzukic e eleito o melhor em campo, o Perisic disse estar orgulhoso.

“Foi um jogo muito difícil. Nós todos sabemos o quão importante este jogo era para nós. Começamos devagar, mas mostramos nosso caráter. Também começamos atrás e viramos. Meu primeiro gol foi importante, porque saiu quando estávamos atacando e buscando o empate”.

LADO INGLÊS
Do lado inglês, as falas são de orgulho pela campanha, mas de decepção pela derrota nas semifinais. O técnico Gareth Southgate disse que apesar da tristeza em ter perdido o duelo semifinal, o sentimento é de orgulho pelo que foi feito na competição.

“No momento ainda estamos sofrendo pela derrota. Ninguém esperava chegar tão longe. E chegar aqui e jogar tão bem quanto jogamos no primeiro tempo... O vestiário vive um momento difícil. É incrível o que este grupo de jogadores fez. E a reação da torcida comparada há dois anos mostra que as coisas podem ser positivas. O país está orgulhoso do resultado e de como chegamos. Com o tempo vamos tirar boas lições disso. Mas ainda precisamos sofre um pouco. Eu estou incrivelmente orgulhoso do que eles fizeram. Eles quebraram uma grande quantidade de barreiras nas últimas semanas”.

“O progresso que tivemos em desempenho e união do grupo foram muito positivas. Um time inexperiente como o nosso tem que passar por coisas assim para ficar melhor. Até virar um time vencedor, precisa passar por barreiras como as que enfrentamos nas últimas semanas. É preciso reconhecer que seria uma ótima oportunidade para nós. Mas queremos ser um time que vai chegar em semifinais, finais, quartas de final. Provamos que é possível. Provamos para nós mesmos e para o nosso país. Agora temos um novo nível de expectativa. Eles ainda vão ficar mais experientes a nível internacional. Eu não poderia estar mais orgulhoso do que eles fizeram”, completou.

Capitão inglês e artilheiro da Copa com seis gols, Harry Kane passou em branco mais uma vez no duelo, e logo após o jogo comentou a tristeza pela derrota.

“Estamos arrasados porque não chegamos onde queríamos hoje. Ficamos decepcionados. Estávamos tão perto. Vai doer por um tempo. Claro que machuca, estamos desapontados agora. Mas, temos que aprender com isso. A gente tem que sacudir a poeira e dar a volta por cima”.

“Até eles marcarem o gol, a gente estava ali esperando. Depois que eles fizeram o gol, eles voltaram para a partida. Podíamos ter feito muita coisa melhor. Na Inglaterra, vão falar muito daquela oportunidade perdida. Eles jogaram bem e fizeram um bonito jogo. É difícil dizer exatamente o que aconteceu. Foi excelente ter chegado até esta fase, mas claro que a gente queria continuar e ganhar. Mas faltou esse pouquinho. Dói. Eu não sei mais o que dizer”.

GRANDE FINAL E DISPUTA DO TERCEIRO LUGAR
A grande final da Copa do Mundo 2018 será realizada no domingo (15), a partir das 15h, horário de Brasília. A França busca seu segundo título, enquanto a Croácia vai atrás do primeiro. Antes disso, porém, Bélgica e Inglaterra se enfrentam para definir o terceiro colocado, no sábado, também às 11h.

 
 
  • A cobertura da Copa do Mundo é um oferecimento
" />