Alagoano: Presidente do CSA chama time de "ridículo" e promete dispensar medalhões

Rafael Tenório também anunciou, em entrevista coletiva, a saída do diretor de futebol Fabiano Melo

por Agência Futebol Interior

Maceió, AL, 17 (AFI) - A entrevista coletiva do presidente Rafael Tenório após a derrota do CSA para o Botafogo-PB, por 1 a 0, no Estádio Rei Pelé, pela Copa do Nordeste, foi uma das mais sem filtro do futebol brasileiro em 2020.

O mandatário azulino anunciou a saída do diretor de futebol Fabiano Melo e prometeu mudanças no elenco. Rafael Tenório chamou o time de "ridículo" e criticou, principalmente, os medalhões.

"Acredito que deverão ser dispensados seis medalhões que vieram a peso de ouro e que não justificaram as suas contratações. Estou muito decepcionado", afirmou o mandatário, que continuou:

O presidente Rafael Tenório prometeu mudanças no elenco do CSA
O presidente Rafael Tenório prometeu mudanças no elenco do CSA
"O nosso time é simplesmente ridículo. Em 12 pontos disputados, conquistamos apenas um na Copa do Nordeste, fomos eliminados na Copa do Brasil. Eu tenho que responder o que para a torcida? Pedir desculpas pela porcaria que foi feita".

Entre os nomes citados pelo mandatário azulino e que não devem continuar no clube estão o do lateral Norberto, dos zagueiros Alan Costa e Luciano Castán, do volante Geovane, do meia Renatinho e dos atacantes Rodrigo Pimpão e Diego Maurício.

NÚMEROS RUINS!
Eliminado ainda na primeira fase ao ser derrotado pelo modesto Vitória-ES, por 2 a 1, o CSA está na lanterna do Grupo B da Copa do Nordeste, com apenas um ponto em quatro jogos.

A salvação do Azulão do Mutange é no Campeonato Alagoano, onde o time está na liderança, com sete pontos em três rodadas.