Sul-coreano: Treinador brasileiro bate recordes e quebra tabus na K-League

Em 2015, após bom trabalho no comando do Bragantino, André Gaspar recebeu um convite para ser auxiliar técnico no Daegu

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - O técnico brasileiro André Gaspar vem ganhando destaque no futebol sul-coreano com o trabalho realizado à frente do “modesto” Daegu. Após a parada da Copa, a equipe do brasileiro entrou em campo em quinze ocasiões e já acumula nove vitórias.

Reforçando o bom momento, o Daegu segue com uma campanha de recuperação na K-League e já vê a zona de rebaixamento como algo do passado. Antes da pausa para a Copa a equipe era lanterna da K-League, com apenas 7pts em 14 jogos. Atualmente, ocupa a nona colocação com 29pts. Além disso, já estão classificados para as quartas de final da FA Cup (Copa da Coreia).

RECORDES E TABUS
O excelente trabalho realizado pelo brasileiro à frente da equipe do Daegu, tem feito com que o clube quebre alguns tabus e alcance alguns recordes. Recentemente, aplicaram um singelo 8X0, que garantiu a equipe na fase seguinte da FA Cup. A vitória foi a maior da história do clube. No último jogo da K-League, válido pela vigésima sétima rodada, o Daegu venceu o Suwon Bluewings por 4 a 2 e quebrou um tabu de nove anos sem vencer os adversários.

Foto: RV Sports
Foto: RV Sports
“Quebrar tabus e bater recordes são importantes para efeitos de valorização do trabalho. Mas sabemos que ainda temos um caminho longo pela frente e não podemos nos acomodar de maneira alguma. Tivemos um início irregular na temporada, porém com a pausa da copa, tivemos mais tempo para implantar a nossa ideia de jogo e treinar intensamente todas as variações possíveis. A mudança na postura foi nítida e já está refletindo nos resultados”, avaliou Gaspar, que mostrou-se confiante para a sequência da temporada.

“O foco é o mesmo e, obviamente, a prioridade é de mantermos o Daegu na elite. Sabemos das dificuldades, mas queremos buscar coisas maiores na K-League e estarmos na final da FA Cup”, concluiu o treinador.

CURIOSIDADE
Em 2015, após bom trabalho no comando do Bragantino, Gaspar recebeu um convite para ser auxiliar técnico no Daegu. Após duas temporadas na função, veio a oportunidade de ser o treinador principal do time sul-coreano na K-League, como é conhecida a primeira divisão do País.

Com isso, em 2017, o brasileiro tornou-se o primeiro estrangeiro a jogar (Anyang Seoul FC) no País e comandar um time na Liga. O Daegu volta a campo no próximo domingo, às 4h (horário de Brasília), fora de casa, diante do Seoul, em jogo válido pela vigésima oitava rodada da K-League.

 
 
" />