Com força máxima, Brusque busca título inédito mas não deixa Série D de lado

Campeões do Campeonato Catarinense (Figueirense) e da Copa Santa Catarina (Brusque) em 2018, se enfrentam pela Recopa Catarinense

por Agência Futebol Interior

Brusque, SC, 04 (AFI) - Duas decisões em cinco dias, esse é o calendário do Brusque em uma semana decisiva. Isso porque, nesta quinta-feira (04), o Quadricolor irá disputar o título inédito da Recopa Catarinense e na segunda-feira (08) terá que vencer o Boavista para avançar na Série D e seguir com chances de acesso.

Campeões do Campeonato Catarinense (Figueirense) e da Copa Santa Catarina (Brusque) em 2018, os dois times se enfrentam em jogo único que vale o título e, em caso de igualdade no tempo normal, a decisão vai para os pênaltis. A partida está marcada para o Estádio Orlando Scarpeli. Apesar da agenda cheia, o técnico Waguinho Dias descartou poupar atletas e irá com força máxima.

Waguinho Dias promete força máxima
Waguinho Dias promete força máxima
"Temos que pensar focar nos dois objetivos. Apesar de estarmos focados no acesso na Série D do Campeonato Brasileiro, seria muito importante para a história do Brusque um título como esse da Recopa. Um titulo inédito marca o clube e os atletas, que serão lembrados para sempre. Não tenho como poupar ninguém e iremos com tudo para sairmos de Florianópolis campeões", disse o comandante.

Na Série D, o Brusque volta a campo na segunda-feira, dessa vez em casa, no Estádio Augusto Bauer, às 20h. Após a igualdade, o Brusque joga por uma vitória em casa para avançar. Em caso de mais um empate, a decisão irá para os pênaltis. A comissão técnica do Brusque estuda mandar um time alternativo no jogo da Recopa por conta da proximidade entre as duas datas.