POLÊMICA! Meia de time da Série B diz ter sido ameaçado com arma

O meia fez gestos obscenos para os torcedores no sábado

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 23 (AFI) – Quando deixou o campo durante o empate do Bahia com o Brasiliense, por 1 a 1, o meia Rogerinho foi bastante vaiado pelos torcedores e devolveu com gestos obscenos. No entanto, o jogador declarou que a torcida foi mais longe e o ameaçou com arma.

Depois de ter passado a confusão, o meia, que foi multado pela diretoria Tricolor, pediu desculpas para o restante dos torcedores, mas afirmou que uma pequena parte que compareceu ao local ficou ofendendo seus familiares e chegou a ameaçá-lo com arma.

“Peço desculpas pelo que fiz, mas esse grupo de torcedores que reagi não representa a torcida do Bahia. Estas pessoas ofenderam meus familiares e me ameaçaram, inclusive com uma arma”, comentou Rogerinho.

Enquanto isso...
Mesmo depois de tanta polêmica, o meia foi relacionado pelo técnico Márcio Araújo para o confronto desta terça-feira, contra o América-MG, às 21h50, no Estádio Pituaçu, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Ainda se recuperando de uma forte virose, que já o deixou de fora da última partida, o atacante Rodrigo Gral segue sem poder entrar em campo. Outro desfalque é o volante Marcone, que foi vetado pelo Departamento Médico depois de sentir dores contra o Brasiliense.

Sem poder utilizar Marcone, o técnico Márcio Araújo volta com Fabio Bahia no meio-campo, enquanto Jancarlos atua na lateral-direita. Na manhã desta segunda-feira, o elenco priorizou os trabalhos táticos e de finalização.

O Bahia deverá entrar em campo com a seguinte formação: Renê; Jancarlos, Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Bruno Octávio, Morais, Rogerinho e Vander; Jael.