Juventude 2 x 2 Ipatinga - Ambas as torcidas seguem frustradas

por Agência Futebol Interior

Caxias do Sul, RS, 21 (AFI) - Em uma partida com mais erros que acertos, Juventude e Ipatinga ficaram no empate por 2 a 2, nesta terça-feira, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, e frustraram as ambições de suas torcidas, que sonhavam com a arrancada das equipes na Série B do Campeonato Brasileiro. O jogo abriu a 13ª rodada da competição.
O time gaúcho perdeu os primeiros pontos com Ivo Wortmann no comando. Isso significa a permanência na beira da zona do rebaixamento, em 13º lugar, com 15 pontos ganhos. O Ipatinga, por sua vez, permanece em oitavo lugar e, mesmo com a estreia do técnico Emerson Ávila, não conseguiu se aproximar dos primeiros colocados. Os mineiros somam 19 pontos.
Gol é a diferença entre times
Invicto sob o comando de Ivo Wortmann, o Juventude adotou uma postura mais retraída em casa, o que não é comum para equipes mandantes. O Ipatinga acreditou que dominava a partida e partiu para o ataque, mas sem competência.
Como o adversário não assustou, os gaúchos decidiram dar o primeiro golpe. Aos 18 minutos, Bruno cobrou falta pelo lado direito, Marcos Denner se infiltrou no meio de dois zagueiros e, de cabeça, desviou o bastante para vencer Marcelo Cruz e abrir o placar para o Juventude.
O Ipatinga só chegou com perigo pra valer aos 26 minutos. Após perder chances com Marcelo Ramos, o time quase empatou em linda jogada de Márcio Diogo, que avançou pela intermediária, passou por dois zagueiros e chutou de perna esquerda. A finalização, porém, saiu fraca e fácil para Juninho defender.
Os mineiros chegaram novamente com perigo aos 34 minutos, e mais uma vez desperdiçaram excelente oportunidade. Amílton recebeu lançamento pela direita e saiu na cara de Juninho. O chute, mais uma vez, saiu fraco e facilitou a defesa do goleiro gaúcho.
O Juventude chegou com perigo somente no final do primeiro tempo, aos 39 minutos. Bruno cobrou escanteio da esquerda e Rogério desviou de cabeça. O goleiro Marcelo Cruz já estava batido, mas a bola caprichosamente foi pela linha de fundo.
Reação deixa tudo igual
O segundo tempo trouxe muito pouco em termos de futebol. Os 45 minutos de jogo foram sufocados pelo excesso de faltas e dos (merecidos) cartões amarelos distribuídos pelo árbitro Paulo Henrique Bezerra. A tudo isso, somam-se os erros de passe e de finalização.
Quem tomou a iniciativa de partir para o ataque foi o Ipatinga, que, em desvantagem no placar, precisou se desdobrar no ataque para reagir. O artilheiro Marcelo Ramos foi peça nula na frente, mas nem por isso o time não conseguiu balançar as redes.
Aos 26 minutos, em sua primeira chance clara na etapa final, o Ipatinga igualou o marcador. Marinho Donizete recebeu lançamento nas costas da defesa, invadiu a área e tocou por cima, na saída de Juninho, para balançar as redes.
O gols dos visitantes deixou o Juventude em estado de alerta. Ivo Wortmann apelou para os garotos Diego Rosa e Gustavo, mas as alterações não fizeram o time reagir. Diego teve uma oportunidade aos 34 minutos, mas finalizou de forma errada, muito longe do gol de Fred.
Emoção no fim
Em dois minutos, a partida ganhou emoções que ainda não tinha proporcionado aos torcedores. Aos 42 minutos, Rogélio desviou cruzamento do lado direito e encobriu Fred para dar a vantagem ao Juventude. Na saída de bola, porém, Moscatelli recebeu na entrada da área e acertou um belo sem-pulo. A bola encobriu Juninho e garantiu o empate ao Ipatinga.
Próximos Jogos
As duas equipes voltam a jogar pela Série B na próxima terça-feira, dia de rodada cheia na competição. O Juventude joga fora de casa, em Salvador, contra o Bahia, às 21h50. Já o Ipatinga enfrenta o Ceará, no Castelão, em Fortaleza, também às 21h50.
Ficha Técnica
Juventude 2 x 2 Ipatinga
Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul-RS
Árbitro: Paulo Henrique Bezerra-SC
Cartões Amarelos: Bruno, Tiago Renz, Jackson e Mendes (Juventude); Marinho Donizete, Max Carrasco, Thiago Mathias, Márcio Santos, Lucas e Fred (Ipatinga)
Gols: Marcos Denner aos 18’/1T e Rogélio aos 42’/2T (Juventude); Marinho Donizete aos 25’/2T e Marcelo Moscatelli aos 43’/2T (Ipatinga)
Juventude
Juninho; Rogélio, Xavier e Mineiro (Alysson); Jackson, Walter, Tiago Renz (Gustavo), Bruno e Ivo; Marcos Denner (Diego Rosa) e Mendes.
Técnico: Ivo Wortmann.
Ipatinga
Marcelo Cruz (Fred); Claudio, Thiago Matias, Márcio Santos e Marinho Donizete; Max Carrasco, Lucas, Evandro e Márcio Diogo (Marcelo Moscatelli); Marcelo Ramos e Amílton (Luiz Fernando).
Técnico: Émerson Ávila.