Ralf assina com clube da Série B que libera atacante para cortar gastos

Tendência, com a chegada de Ralf, é que o Avaí libere mais algum jogador para equilibrar as contas

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 21 (AFI) - O presidente do Avaí, Francisco Battistotti, confirmou que o volante Ralf, ex-Corinthians, assinou contrato nesta quinta-feira. O mandatário também informou a rescisão de contrato com o atacante Kelvin. A medida foi tomada após o acerto com o meia-atacante Renato.

"O planejamento do Avaí foi a montagem daquela equipe no início do ano com a condição de abrir para mais algumas contratações quando começasse a Série B, pois o objetivo do Avaí é retornar para a Série A. Com isso, houve a negociação do Renato", iniciou a explicação Battistotti à rádio Guarujá.

"O departamento de futebol analisou e achou que ele viria a contribuir muito com o Avaí e conversaram com o agente do Kelvin. A substituição do Kelvin pelo Renato foi aprovada pela comissão técnica, pelo Rodrigo, Marquinhos, Diogo e Evando. Nós, simplesmente, acatamos. A gestão tem que ser dessa forma. Você tem um orçamento para trabalhar e tem que acontecer", completou.

Renato chegou, Kelvin vazou. (Foto: André Palma Ribeiro / Avaí FC)
Renato chegou, Kelvin vazou. (Foto: André Palma Ribeiro / Avaí FC)
MAIS UM?

A tendência, com a chegada de Ralf, é que o Avaí libere mais algum jogador para equilibrar as contas, ainda mais no período de pandemia do novo coronavírus. Os clubes estão sem receita desde meados de março quando os campeonatos foram paralisados. De forma tímida, os times têm voltado a treinar sob intenso protocolo.

Kelvin tem 26 anos e não marcou gols durante seus quatro jogos com a camisa do Avaí. Renato, enquanto isso, fará sua terceira passagem pelo Avaí. Ele estava na Chapecoense. Já Ralf, prestes a completar 36 anos, estava no mercado desde que deixou o Corinthians.

O Avaí se classificou na liderança do Estadual Catarinense e, agora, enfrentará a Chapecoense nas quartas de final. O mata-mata, porém, ainda não tem data e nem horário definidos. O mesmo vale para a Série B que deveria ter começado no início de maio.