Mineiro: Dois garotos da base roubam a cena na estreia de Hulk no Atlético-MG

Cada um marcou um gol e no final do jogo eles fizeram questão de tirar foto ao lado de seu ídolo, o atacante Diego Tardelli

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 7 (AFI) - Todas as atenções estavam voltadas para a estreia do atacante Hulk, a maior contratação do Atlético-MG nos últimos anos. Mas quem brilhou no time alternativo que goleou o Uberlândia, por 4 a 0, neste domingo à noite no Mineirão foram dois garotos revelados pela base do clube: os meias Calebe e Júlio César.

Cada um marcou um gol e no final do jogo eles fizeram questão de tirar foto ao lado de seu ídolo, o atacante Diego Tardelli.

“É uma emoção muito grande, porque é o nosso sonho de criança começando a se realizar. É o fruto de um trabalho de longo tempo e que contou com a ajuda de todos no clube e na minha família.

Quero também agradecer o São Paulo, onde joguei desde os nove anos“ comentou Calebe, de 20 anos, que marcou seu primeiro gol após entrar e campo 14 vezes pelo time principal.

Garotos foram festejar gols no banco de reservas
Garotos foram festejar gols no banco de reservas

NOVO DESTAQUE
Menos tempo precisou Júlio César para também chegar ao seu primeiro gol com a camisa atleticana. Campeão brasileiro sub-20, em seu terceiro jogo, ele balançou as redes após receber um passe do companheiro Calebe.

“Estou feliz de aproveitar a chance que o clube nos deu de chegar até aqui. O trabalha na base é difícil, mas é necessário para qualquer jogador” – diz Júlio César.

Após seu gol ele foi aplaudido e teve a oportunidade de ser abraçado por Hulk, o estreante da noite. “É um cara sensacional que só dá força para a gente da base” – assegurou Júlio César.

FALTA RITMO
Mesmo passando em branco, sem marcar seu gol, Hulk estava satisfeito pela sua volta, mas garante que tem muito ainda para melhorar.

“Só treinei um mês, mas muito duro. Ainda falta ritmo porque quando cheguei aqui (começo de fevereiro) eu não jogava há três meses”.

MAIOR REFORÇO
As bases do acerto com Hulk não foram reveladas pelos patrocinadores do clube. Mas ele teria um salário em torno de R$ 1,5 milhão, o que o fez desistir de propostas no exterior como do Besiktas, da Turquia, e do Porto de Portugal, e não esperar uma oferta oficial do Palmeiras.

O atacante de 34 anos, que disputou a Copa do Mundo de 2014 no Brasil, estava com passe livre desde o final do ano quando terminou seu vínculo com o Sanghai SIPG, da China.

ESTRÉIA DE HULK; VEJA GOLS DE ATLÉTICO-MG 4 X 0 UBERLÂNDIA