Lateral fica fora de mais um treino e deve desfalcar o Atlético-MG

Guga ainda não se recuperou da pancada na cabeça que sofreu no duelo contra o Fortaleza, no último sábado

por Agência Estado

Belo Horizonte, MG, 05 - O Atlético-MG fez na tarde desta terça-feira seu último treino antes do jogo contra o Goiás, nesta quarta, e mais uma vez o lateral-direito Guga ficou fora da atividade.

Ele ainda não se recuperou da pancada na cabeça que sofreu no duelo contra o Fortaleza, no último sábado, e não deverá estar em campo contra os goianos, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Colocado no protocolo de concussão, procedimento adotado para preservar a saúde do jogador que sofre um trauma forte na cabeça, Guga deverá ser poupado para o clássico contra o Cruzeiro, no domingo.

Assim, Patric jogará na lateral direita contra o Goiás e o veterano Fábio Santos entrará no lado esquerdo da defesa.

JOGO DURO
Segundo Patric, o jogo diante do Goiás será muito difícil porque a equipe de Goiânia é corajosa e busca a vitória mesmo jogando fora de casa - a partida desta quarta será realizada no Mineirão.

Giga deve desfalcar o Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
Giga deve desfalcar o Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)
"O Goiás é a equipe do campeonato que não se preocupa com o resultado adverso. Eles estavam perdendo para o Flamengo e conseguiram empatar o jogo. Porque eles jogam, eles não ficam preocupados com o placar adverso. É o primeiro ponto de alerta. Temos de confiar, iniciar 1 a 0 para nós", comentou o lateral em entrevista coletiva concedida nesta terça.

MAIS DESFALQUES E REFORÇOS
Além de Guga, o Atlético também não vai contar com o atacante Geuvânio, que foi expulso contra o Fortaleza, e o meia Nathan, que está machucado. Por outro lado, os meias Otero e Cazares, que cumpriram suspensão, estarão à disposição do técnico Vagner Mancini.

Para o Atlético, o jogo contra o Goiás será muito importante para dar tranquilidade à equipe no Campeonato Brasileiro. O time mineiro é o 13.º colocado, com 36 pontos, e, em caso de derrota, pode ficar apenas dois pontos à frente da zona de rebaixamento.