Segundona: Casa do América, Teixeirão ganha reforma para receber grandes jogos

Inaugurado em 10 de fevereiro de 1996 e com capacidade para 26.423 lugares, o estádio já foi palco de duelo da Seleção Brasileira

por Oscar Silva

São José do Rio Preto, SP, 8 (AFI) - Inaugurado em 10 de fevereiro de 1996 e com capacidade para 26.423 lugares, o estádio Teixeirão, que leva o nome do saudoso presidente do América, time da Segundona Paulista, Benedito Teixeira, foi palco de grandes jogos do cenário nacional e até chegou a receber a Seleção Brasileira. O local, aliás, está ficando com novo visual.

A primeira meta foi cuidar do gramado, recebeu uma nova drenagem. Agora, as atenções estão voltadas para as arquibancadas, que também ganharão nova roupagem. Na última quarta-feira, iniciaram-se as pinturas, com as cores tradicionais do clube, que têm previsão de estarem prontas em até um mês. Mergulhado em crise financeira e política, a diretoria corre atrás de recursos para que, com as reformas, possa receber jogos do Trio de Ferro da Capital ou o Santos.

"A ideia é pintar e deixar tudo no jeito para receber os jogos de equipes grandes, além dos profissionais do clube e de quem quiser jogar aqui. Vamos providenciar também a iluminação de acordo com as exigências da CBF para ter jogos à noite", comentou o presidente Luiz Donizete Prieto, o Italiano.

Foto: Johnny Torres/Oscar Silva
Foto: Johnny Torres/Oscar Silva
INVESTIMENTO

Segundo o dirigente, o valor investido para a nova pintura será na casa dos R$ 150 mil, gastos para a aquisição de 4,5 mil litros de tinta látex, além do pagamento de mão de obra. A obra está sendo viabilizada através de uma parceria com a empresa de construção Soleterra.

"Eles estão colocando o dinheiro da tinta e a mão de obra, o América vai pagar mais pra frente, com o lucro de jogos grandes. Não podemos esquecer do trabalho que vem sendo feito no gramado sob responsabilidade do nosso diretor Sivaldo Silva, que vem trabalhando com muito afinco", completou Italiano.

PONTE PRETA E CORINTHIANS
A primeira partida oficial do repaginado Teixeirão, mas ainda com a pintura incompleta, será no próximo dia 17, às 15 horas, entre Juventude/Ponte Preta/Smel e Corinthians, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro Feminino. Por outro lado, o time profissional do América deve encontrar o estádio praticamente novo para o jogo de estreia pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão, contra o Bandeirante, no dia 7 de abril, às 10 horas.

Foto: Johnny Torres/Oscar Silva
Foto: Johnny Torres/Oscar Silva
GOSTOU
Em vistoria ao estádio municipal de Bálsamo, cidade vizinha a São José do Rio Preto, onde o Juventude/Ponte Preta/Smel deverá mandar alguns jogos do Campeonato Brasileiro Feminino, o coronel Isidro Suita Martinez, vice-presidente de infraestrutura de estádios da Federação Paulista de Futebol, aproveitou a oportunidade e deu uma rápida passagem no Teixeirão.

"Gostei do qeu vi, do que está acontecendo com este estádio que já foi palco de grandes jogos do futebol brasileiro. A pintura que está em andamento e o estado do gramado, está tudo ficando muito bom", afirmou.