'Pior jogo que trabalhei', diz Adilson após empate do América-MG

Treinador não ficou nada satisfeito com a atuação do time diante do Ceará

por Agência Futebol Interior

Belo Horizonte, MG, 09 (AFI) - O empate sem gols com o Ceará no final da tarde deste domingo incomodou bastante o América Mineiro. Isso ficou claro no discurso do técnico Adilson Batista após a partida. Ele fez uma análise bastante dura sobre o desempenho da equipe, que decepcionou os torcedores presentes no Independência.

“Hoje, acho que foi o pior jogo que eu trabalhei, mas não é um pretexto em função do jogo de quinta. A gente foi moroso, lento, cadenciou, rodou, não teve infiltração, não demos velocidade. Um jogo perigoso, que o Ceará jogou bem. Foi bem melhor que nós. Às vezes temos que entender o porque. Acho que foi uma sobrecarga de quinta-feira e temos que ter os devidos cuidados em jogos de meio de semana”, disse o técnico.

Foto: Mourão Panda / América
Foto: Mourão Panda / América
Com o empate, o América chegou aos 30 pontos e caiu para a 11ª colocação, a seis pontos do Sport, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

“Tivemos dificuldades. Foi um jogo perigoso. Enaltecer o time do Ceará, o trabalho do Lisca, jogaram bem, tiveram proposta de se fechar e sair. Conseguiram e criaram dificuldade. Não fizemos um bom jogo, mas conseguimos um porque, que é importante. Lá na frente, este ponto será valioso. Preciso entender e relevar algumas coisas que a gente cobra como dinâmica. Teremos sete semanas cheias, trabalhar a semana com intelegencia, para que no domingo tenha um time inteiro, para que cobre intensidade, como foi em outros jogos”, completou Adilson.

 
 
" />