Após mudanças drásticas, Paulinho Mclaren não aceita proposta de clube paranaense

Treinador abandonou o projeto do União, de Francisco Beltrão, para disputar o Estadual em 2020

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 07 (AFI) - O União, de Francisco Beltrão, prestes a disputar a primeira divisão do Campeonato Paranaense, ficou sem Paulinho Mclaren.

Anunciado há pouco menos de um mês, o treinador não aceitando algumas exigências do clube e confirmou o desligamento do cargo.

O profissional seria apresentado em 20 de novembro, mas a diretoria do Azulão optou por alterações. Entre as principais modificações estão a data da pré temporada, encurtando o tempo de preparação para o Estadual, e o veto à comissão técnica.

"O problema é não ter prazo adequado. O clube queria iniciar a preparação em 10 de dezembro, ou seja, muito perto da estreia, em 18 de janeiro. Não haveria tempo hábil para trabalhar. Outro impeditivo se refere à comissão técnica, composta por pessoas de inteira confiança, mas foi barrado", comentou.

Paulinho Mclaren não aceita proposta e deixa União-PR
Paulinho Mclaren não aceita proposta e deixa União-PR

CALENDÁRIO

Os principais Estaduais têm início em janeiro, o que obriga a maior parte dos clubes a apresentar elenco e treinador e abrir pré-temporada em novembro.

"Houve mudança muito drástica quanto ao inicio de trabalho. Não posso fazer planejamento com menos de 30 dias para disputar o Paranaense, importante competição. Agradeço a diretoria do União pela proposta. Infelizmente, porém, teve grande alteração, o que me fez voltar atrás", comentou o Mclaren.

QUEM É ELE?

Após carreira vitoriosa como atacante - Athletico/PR, Santos, Porto (POR) e Santa Cruz -, Paulinho formou-se em Educação Física pelo Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino em São João da Boa Vista (Unifae) e iniciou trajetória à beira do gramado.

Em campo, também atuou por Atlético-MG, Cruzeiro, Internacional e Fluminense, além de passagem pelos Estados Unidos, no Miami.

Como treinador, tem Rio Claro, Itapirense, União São João, Capivariano, São José, Taubaté, Barretos, Francana, Uberlândia e o Al-Tai, da Arábia, no currículo.