Com acessos na carreira, Márcio Ribeiro busca novo clube para esta temporada

Treinador fez história no futebol paulista, mercado mais competitivo do país

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 15 (AFI) - O técnico Márcio Ribeiro (foto) conhece bem o futebol brasileiro. Sem falar que o treinador ostenta grande experiência em São Paulo, mercado mais competitivo do país. Foi no interior paulista que ele conquistou suas maiores glórias. De volta ao mercado e pronto para conversar, Márcio Ribeiro não vê a hora de voltar a trabalhar.

"Fiz minha carreira no estado de São Paulo, mas estou pronto para trabalhar em qualquer estado. Conheço bem o futebol brasileiro e sei que posso colaborar. Estou animado com as perspectivas e sei que posso colaborar com clubes das divisões do Brasileirão", comentou ele ao site Grande Área.

Mais de Márcio Ribeiro:
O técnico entrou para história do Água Santa, já que praticamente tirou o clube dos campeonatos de várzea para a profissionalização que aconteceu em 2011. Já em 2012, o clube disputou somente as categorias de base, mas em 2013 veio a Segunda Divisão e em sua primeira participação o técnico levou o time de Diadema ao vice-campeonato e acesso a Série A-3 do Campeonato Paulista de 2014.

Depois disso o contrato entre as duas partes foi renovado e as alegrias só continuaram. E no ano seguinte, novamente o clube fez uma ótima campanha e chegou na terceira posição e mais um acesso, agora para disputar a Série A-2 de 2015.

Porém o treinador não se conteve e no mesmo ano levou o clube ao acesso à elite paulista, de 2016 e dirigiu a equipe até a 11ª rodada mas acabou entrando em acordo com a diretoria e deixou o clube que na sequencia acabou amargando o rebaixamento. Durante os 03 anos no comando do clube Márcio Ribeiro dirigiu a equipe em 85 jogos oficiais

Além dos três acessos consecutivos no Água Santa, o técnico comandou o clube em 85 jogos oficiais e tem um ótimo retrospecto. Com 43 vitórias, 21 empates e 21 derrotas, teve um aproveitamento de 58,82% nos três anos de trabalho, além de sua equipe ter feito 145 gols e sofrido 85. Até por isso, o treinador se diz orgulhoso de ter trabalhado e feito história por um clube, que em tão pouco tempo chegou no topo.

Outras conquistas...
Além de Barretos e Água Santa, o treinador passou por mais de 20 clubes entre São Paulo e outros estados, no XV de Piracicaba em 2002 levou a equipe ao quadrangular final da Série A-3 do campeonato paulista, conquistou acesso com a Ferroviária a Série A-3 de 2004.

No ano seguinte levou o CSA-AL ao titulo alagoano, em 2007 chegou ao quadrangular final da Série A-3 do paulista co o Bandeirante-SP, no ano seguinte novamente chegou ao quadrangular fianl, mas da Série A-2 com a equipe do União São João de Araras.

Já em 2009 outro grande trabalho ao no Taquaritinga na Série A-2 e novamente ao quadrangular final e em 2010 conquistou o titulo da divisão de acesso goiano com o Goiatuba e levou a equipe à elite do futebol goiano.