Em crise, torcedor do Santa Cruz cria pix para ajudar funcionários

A torcida do Santa Cruz mostra mais uma vez que é o grande e principal ativo do clube."

Em menos de cinco horas o torcedor arrecadou mais de R$ 17 mil reais.

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 10/05/2022

Torcedor do Santa Cruz cria pix para ajudar funcionários
Torcedor do Santa Cruz cria pix para ajudar funcionários (Foto: Reprodução/Instagram)

Recife, PE, 10 (AFI) – Em meio a crise financeira que vive o clube, o torcedor Wagner Lima, resolveu criar uma conta para ajudar os funcionários do Santa Cruz, que estão a quatro meses sem receber o salário. Crise está que se estendeu após a saída do treinador Leston Júnior, demitido pela diretoria após coletiva pós jogo contra o Atlético-BA, pela Série D, na qual fez duras críticas a atual gestão da cobra coral.

A conta criada pelo torcedor e ex- conselheiro já arrecadou mais de R$ 17 mil em poucas horas. Nomeada de “PIX CORAL”, o torcedor diz que a iniciativa é para mostrar que a torcida é o principal ativo.

Torcedor do Santa Cruz cria pix para ajudar funcionários
Torcedor do Santa Cruz cria pix para ajudar funcionários (Foto: Reprodução/Instagram)

“A torcida do Santa Cruz mostra mais uma vez que é o grande e principal ativo do clube. Estou indo para o Arruda neste momento para fazer os pagamentos.” explica.

O torcedor criou uma conta nas redes sociais para prestar conta e dar informações da ação, no final de cada dia.

“Como a gente precisa de organização, não podemos sortear quem vai receber. A transparência vai ser o carro chefe do processo, e não abro mão de ser feito dessa forma” enfatizou.

Para ajudar na campanha, basta depositar qualquer valor na chave pix: [email protected]

CRISE NO ARRUDA

O clube amargava a última colocação do Grupo 4 da Série D, com um ponto. O estopim da crise, veio logo após a vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-BA, o técnico Lestón Júnior junto com o diretor executivo Marcelo Segurado, foram a coletiva, junto com todos os jogadores e comissão, expor a a atual situação que o clube vive.

Além dos salários atrasados, o diretor disse que pessoas “armadas” foram ao clube ameaçar jogadores e comissão antes do jogo de domingo (08).

“Nós tivemos em redes sociais ataques absurdos. Eu fui ameaçado de morte, o Ratinho (lateral-direito) foi ameaçado de morte, e ele só externou isso agora. Chega mensagem o tempo todo: eu sei onde você mora, eu sei onde você vai. O CT foi invadido, não tinha nenhum segurança e tinham alguns elementos que estavam armados. Foram lá e botaram o dedo. Isso sim causou uma revolta, foi o estopim” disse o diretor em entrevista ao GE

PRÓXIMO JOGO

O Santa, agora com o treinador Marcelo Martelotte, irá a campo contra o Jacuipiense, pela quinta rodada do Grupo 4, no domingo (15), às 15h. O jogo será fora de casa, na Arena Valfredão.

Confira também: