Em busca de evolução, técnico Vilson Tadei está na fase final do curso licença A da CBF

O comandante analisa proposta de clubes para o segundo semestre

Vilson Tadei tem um currículo invejável como jogador e treinador

Categorias: Futebol Interior

Por: Oscar Silva, 20/04/2022

TTT VVV

São José do Rio Preto, SP, 20 (AFI) – Com um currículo invejável tanto como ex-atleta e com muito sucesso nas quatro linhas, com várias conquistas, o experiente treinador Vilson Tadei tem um motivo a mais para comemorar na sua sequência vitoriosa carreira. O comandante está em fase final do curso licença A – CBF- Academy, cujo objetivo é qualificar o profissional nas equipes profissionais na condição de treinador, para uma prática competente e atualizada cientificamente, alicerçada em bases de natureza ética e científica.

FALA, TADEI
Quero deixar o registro que nesse momento estou fazendo o curso licença A, da CBF- Academy. Estou muito a vontade sempre com o pensamento voltado para um maior aprendizado e a cada aula dada se concretiza e fortalece nos tirando da zona de conforto, todas as matérias com professores altamente capacitados e o intercâmbios com novas amizades e a certeza que nas aulas práticas tudo se multiplicará. É um curso que vale a pena fazer, até porque é mais uma experiência da gente nessa longa carreira dentro de campo”, finalizou.

VENCEDOR COMO ATLETA
O ex-meia, começou sua carreira no Rio Preto, em 1971, depois jogou no rival América, em 1972, mas voltou para o Jacaré, em 1973, fazendo parte do time campeão do Torneio Seletivo na época, que garantiu acesso ao Paulistinha. No mesmo ano, foi emprestado para a Penapolense, permanecendo até 1976, quando voltou novamente para ao Rio Preto. Em 1977, foi emprestado ao Barretos, ficando até 1978, quando foi para o São Paulo, ficando de 1978 a 1980. No Tricolor do Morumbi, sagrou-se campeão e vice, paulista.

TEM MAIS
Foi campeão gaúcho em 1980 e campeão brasileiro em 1981, com o Grêmio. Na sequência, foi para o Santa Cruz e Guarani. Por ironia do destino foi parar no rival do Grêmio, o Internacional, onde sagrou-se novamente campeão gaúcho, isso em 1984. No mesmo ano, foi vice-campeão brasileiro com o Vasco da Gama. Fora do Brasil, atuou no Monterrey, clube este do México, onde é considerado até hoje ídolo do torcedor mexicano.

LEGADO NAS QUATRO LINHAS
Dentro das quatro linhas, Tadei vem de conquistas importantes, como o bicampeonato do Candangão, Campeonato do Distrito Federal, com o Gama em 2019 e 2020. Em 2021, repetiu a dose ao ser campeão com o Brasiliense. No mesmo ano e o mesmo clube, venceu a Copa Verde em pleno Mangueirão nas cobranças de penalidades contra o Remo. Constam ainda no seu currículo vários acessos e títulos. Trabalhou em dezenas de clubes no cenário brasileiro, como Guarani, Coritiba, Figueirense, tantos outros.

Confira também: