ELIMINATÓRIAS: Colômbia vence Venezuela, mas fica fora da Copa

Objetivo era terminar em quinto lugar para disputar a Repescagem, mas nem isso deu. Colombianos tentam ir à Copa pela terceira vez consecutiva

Após a disputa da 18.ª rodada, a Colômbia terminou as eliminatórias Sul-Americanas com 23 pontos, em sexto lugar, e fora da Repescagem

Categorias: Futebol Mundo

Por: Agência Futebol Interior, 29/03/2022

borja e1648605002891
Colômbia, de Borja, fora da Copa do Catar

Campinas, SP, 29 – O sonho da Colômbia disputar a sua terceira Copa do Mundo pela terceira vez seguida caiu por terra. Mesmo com a vitória sobre a Venezuela, por 1 a 0, nesta terça-feira à noite, em Puerto Ordaz-VEN, foi suficiente para, pelo menos, ficar em quinto lugar e garantir a vaga na Repescagem.

Após a disputa da 18.ª rodada, o selecionado colombiano terminou as Eliminatórias Sul-Americanas com 23 pontos, em sexto lugar, uma posição abaixo do Peru que, em casa, somou 24 pontos após vencer por 2 a 0 o Paraguai.

O curioso é que antes do jogo iniciar, os colombianos fizeram fila para cumprimentar o técnico argentino José Pekerman, que comandou a Colômbia nas duas últimas participações em Mundiais, em 2014, no Brasil, e 2018, na Rússia.

NA FRENTE

Atuando diante da torcida, a Venezuela mostrou mais impetuosidade, levando perigo, principalmente nas descidas do rápido Rondon, que desperdiçou duas boas chances para marcar. O gol da Colômbia saiu ao final do primeiro tempo e gerou reclamações.

Aos 42 minutos, Borré teve seu pé chutado por um defensor venezuelano dentro da área. O árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio consultou o VAR, foi até o monitor e confirmou a penalidade máxima. James Rodriguez cobrou e o goleiro defendeu. Na comemoração, o gol é anulado porque Fariñez se adiantou antes da cobrança. Mais reclamações do time da casa, porém, sem adiantar nada. James bate de novo e, desta vez, acerta o canto esquerdo do goleiro e festeja o gol aos 48 minutos.

SÓ MANTEVE

No segundo tempo, a Colômbia se mostrou cautelosa, enquanto acompanhava o resultado do Peru. A ordem do técnico Reinaldo Rueda era esperar o adversário para tentar ampliar o placar no contra-ataque. O placar não mudou e ninguém teve motivos para comemorar.

A Venezuela fechou a competição com a pior campanha, em décimo lugar, com apenas 10 pontos, fruto de três vitórias e um empate, com 14 derrotas.

Confira também: