Cristiano Ronaldo esbanja confiança para decisão: 'Não há Mundial sem Portugal'

Duelo é contra a surpreendente Macedônia do Norte, que eliminou a Itália

Craque de Portugal acredita que seleção vai para a Copa

Por: Agência Estado, 28/03/2022

Aos 37 anos Cristiano Ronaldo pode chegar a quinta Copa do Mundo
Cristiano Ronaldo confiante na classificação de Portugal - Foto: Divulgação

Campinas, SP, 28 – Difícil parar Cristiano Ronaldo quando ele está empolgado. E o astro vem esbanjando bastante confiança em levar Portugal para a Copa do Mundo do Catar. Nesta terça-feira, a seleção faz decisão com a Macedônia do Norte no Estádio do Dragão, no Porto, e o camisa 7 descarta surpresas, garantindo que a algoz da Itália não repetirá a dose nesta repescagem europeia.

“A Macedônia surpreendeu, fez isso em muitos jogos, mas acredito que amanhã não nos vai surpreender”, afirmou Cristiano Ronaldo, em entrevista coletiva. “Portugal vai ser melhor e vamos ao Mundial. Não há um Mundial sem Portugal”, garantiu.

Confiança, sim, mas sem desrespeitar jamais o oponente. Cristiano Ronaldo aposta na força do conjunto português em sintonia com o maciço apoio da torcida. Prega, contudo, respeito à adversária, que derrubou a Itália com 1 a 0 em Palermo.

“Sabemos que é uma equipe muito bem organizada, tem os seus pontos fortes. Respeitamos, mas acho que se Portugal estiver no seu melhor nível, bate qualquer equipe do mundo. Queremos muito ganhar, queremos muito estar no Mundial, vai ser difícil, mas é o jogo das nossas vidas também, não só para a Macedônia.”

HINO

Cristiano Ronaldo fez um apelo para que na hora da execução do hino nacional, ele seja em capela. “Gostaria que amanhã se cantasse o hino sem música. Para mostrar a nossa garra! Se os torcedores estiverem como estiveram na quinta (3 a 1 na Turquia), tenho a certeza que vamos ganhar. Quero que nossos torcedores transformem o Estádio do Dragão em um inferno.”

Questionado se a Copa do Catar pode ser sua última, pois já está com 37 anos, Cristiano Ronaldo se irritou e deixou no ar a possibilidade de ainda disputar a competição em 2026. “Comecei a ver que muitas pessoas estão fazendo a mesma pergunta sobre o meu futuro. Quem vai decidir meu futuro serei eu, se eu quiser jogar mais eu vou, eu sou o líder, acabou.”

Confira também: