Copa do Brasil: Ceilândia segue ao Rio para “Missão Quase Impossível”

O time candango perdeu por 3 a 0 e agora tem de vencer por quatro gols de diferença ou por três gols de diferença e levar a decisão para as penalidades

A missão é considerada muito difícil para o Gato Ceilândia, comandado pelo técnico Adelson de Almeida. Jogo será quinta-feira, às 21h30.

Categorias: Futebol Brasil

Por: Sérgio Porto, 11/05/2022

ceilandia botafogo copa do brasil
Ceilândia só quer ir bem no Rio

Brasília, DF, 11 (AFI) – O Ceilândia Esporte, o Gato Ceilândia como é conhecido, é um dos representantes do Distrito Federal na Copa do Brasil de 2022. Depois de eliminar o Londrina na primeira fase, vencer o Avaí em plena Ressacada em Florianópolis, agora o time candango está nas disputas da terceira fase diante do Botafogo/RJ. Crédito da foto: ceilandiaec.com.br

     
No primeiro confronto no Distrito Federal, o time candango perdeu por 3 a 0 e agora tem de vencer por quatro gols de diferença ou por três gols de diferença e levar a decisão para as penalidades máximas. A missão é considerada muito difícil para o Gato Ceilândia, comandado pelo técnico Adelson de Almeida. O confronto será na quinta-feira a partir das 21h30 horas no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.
 

Tendo uma campanha bastante satisfatória na Série D do Brasileiro, o Gato Ceilândia está invicto na quarta divisão nacional e está com uma mão na vaga para a próxima fase da competição, pois tem 10 pontos ganhos. 

POR UM BOM JOGO
Dando um tempo nesta competição da quarta divisão nacional, o Ceilândia Esporte Clube seguiu para o Rio de Janeiro em busca de realizar um bom jogo e mostrar a evolução do time candango. O adversário vem embalado, pois em Brasília, no estádio Mané Garrincha, venceu o arquirrival Flamengo, pela série A por 1 a 0. 

A tendência é que o técnico Adelson de Almeida mande sua equipe frente ao Botafogo/RJ de forma mais compacta, apesar de ter a necessidade de marcar muitos gols. O time do Gato Ceilândia pode ir a campo formando   com: Matheus Kaiser; Vidal, Igor, Fernando Gomes e China; Werick, Geovane e Filipinho; Thiago Magno, Matheus Falero e Roberto Pitio ( Gabriel Pedra). 

Confira também: