Brasileirão: Com escassez no mercado, Cuiabá não descarta técnico estrangeiro

"Alguns treinadores que estavam em determinado clube, acabam voltando. Não temos muita opção no mercado. A gente vive uma escassez."

O auxiliar técnico Luiz Fernando Lubel, tem atuado como interino nos jogos do Cuiabá

Por: Agência Futebol Interior, 25/05/2022

Luiz Fernando Iubel, tem sido interino pelo Cuiabá
Luiz Fernando Lubel, tem sido interino pelo Cuiabá (Foto: Divulgação/Cuiabá)

Cuiabá, MT, 25 (AFI) – Desde que demitiu o treinador Pintado, após a eliminação da Copa do Brasil, para o AtléticoGO. O Cuiabá está há 14 dias sem um treinador. A diretoria auriverde ainda não tem um nome para comandar a equipe para a sequência do Brasileirão e técnicos estrangeiros não estão descartados no Dourado.

Em entrevista a Rádio Grenal, o vice presidente Cristiano Dresch, disse sobre a visão que avalia o mercado e a mudança de perfil dos treinadores.

“Olhamos para dentro do país, como olhamos para fora também. A gente vive uma crise no Brasil. Não é à toa que os treinadores estrangeiros estão conquistando mais espaços e dando resultados. Eu acho que o perfil precisa mudar, opinião minha, aquele treinador “boleirão” não tem mais espaço.” disse o vice-presidente.

Cristiano Dresch vice presidente do Cuiabá
Cristiano Dresch vice presidente do Cuiabá (Foto: Divulgação/Cuiabá)

Segundo a mídia de Portugal, o Cuiabá chegou a sondar treinadores portugueses, com a alta de treinadores estrangeiros no Brasil, o cartola reclamou da escassez que vive o mercado nacional.

“Os treinadores estrangeiros, principalmente os portugueses, não estão conquistando espaço no Brasil à toa. A gente vê uma dança das cadeiras nos clubes. Alguns treinadores que estavam em determinado clube, acabam voltando. Não temos muita opção no mercado. A gente vive uma escassez” afirmou.

NO COMANDO

Atualmente, o Cuiabá é comandado pelo auxiliar técnico Luiz Fernando Lubel, que em três jogos, tem uma vitória contra o River Plate-URU, um empate com o Internacional e uma derrota para o São Paulo, partida que foi bastante criticada pelo Dourado em termos de arbitragem.

Confira também: