Amapaense: Independente pode ser denunciado por homofobia contra presidente do Santos

Torcida proferiu cânticos homofóbicos contra dirigente do Peixe; diretoria do Independente nega

Categorias: Estaduais

Por: Agência Futebol Interior, 26/05/2022

santos independente amapaense

Macapá, AP, 26 (AFI) – Nesta sexta-feira (27), o Santos-AP deve entrar com ação contra o Independente-AP no Tribunal de Justiça Desportiva do Amapá (TJD-AP). O motivo da notícia de infração seriam cantos homofóbicos da torcida do Verdão contra o presidente de honra do Santos, Luciano Marba.

OFENSAS HOMOFÓBICAS

Durante a partida do último domingo (22) entre os dois clubes pelo Campeonato Amapaense, a torcida gritou “Marba, vai tomar no cú” e “Marba, viado!” em coro. Além da ocorrência no jogo, montagens com o presidente ao lado de travesti foram espalhadas em grupos de WhatsApp. Luciano Marba se pronunciou contra os ataques.

“A gente respeitou a diversidades. Tanto o racismo quanto a homofobia são desprezíveis. Me sinto envergonhado por fazer parte de um grupo de futebolistas onde existem pessoas que não respeitam. Me xingar não vai mudar minha opção sexual, mas é triste ver isso. Durante 5 anos tivemos uma cozinheira transexual e sempre tivemos todo o respeito. Espero uma punição exemplar. Que possam ser excluídos do campeonato para que isso nunca mais se repita”, disse ele.

santos independente amapaense
Santos foi derrotado pelo Independente pelo Amapaense, em jogo marcado por ofensas homofóbicas. (Foto: Rosivaldo Nascimento)

PRESIDENTE DO INDEPENDENTE NEGA

O presidente do Independente Rodrigo Tork disse repudiar homofobia por parte da torcida, mas negou o fato.

“Porém, não reconhecemos que isso tenha acontecido com a nossa torcida. Também repudiamos as palavras do diretor do Santos que usou palavras de baixo calão e vem desrespeitando a nossa torcida desde o ano passado. Caso tenha ocorrido algum tipo de canto pela nossa torcida vamos tentar identificar, e se fomos notificados pelo TJD vamos nos pronunciar”, afirmou ele.

Confira também: