Abel Ferreira humilha juízes e merece punição exemplar

Ele agride verbalmente e até tenta humilhar o quarteto de árbitros escalado para dirigir jogos do Verdão, numa tentativa de se fazer de vítima e de mostrar que, por ser estrangeiro, é moralmente superior aos juízes

Categorias: Colunas

Por: SÉRGIO CARVALHO - -, 20/06/2022

Abel Ferreira treinado do Palmeiras
Abel Ferreira no Palmeiras (Foto: Cesar Greco/ Palmeiras)

Campinas, SP, 20 (AFI) – Abel Ferreira, o técnico ,do Palmeiras é talvez o treinador que mais reclama da arbitragem no futebol brasileiro. E não é só reclamar. Ele agride verbalmente e até tenta humilhar o quarteto de árbitros escalado para dirigir jogos do Verdão, numa tentativa de se fazer de vítima e de mostrar que, por ser estrangeiro, é moralmente superior aos juízes que atuam no Brasil hoje, independente se é um árbitro FIFA ou um juiz que está apenas começando sua carreira.

Pior ainda é que ele faz parceria com sua comissão técnica que também participa desta pressão contra a arbitragem e, pelo excesso, já deveriam ter sido punidos pelos órgãos competentes da CBF.

Jorginho, técnico do Cuiabá, denunciou essa pressão sobre os homens apito e, ao invés de ser ouvido, acabou  sendo acusado de xenófobo e de racista por dezenas de jornalistas mal preparados que insistem em colocar Abel num patamar de honestidade e de intocabilidade que ele não faz por merecer.

SUGESTÃO: OLHEIRO

Nas verdade, a CBF deveria escalar um olheiro de sua confiança, para ficar ao lado do banco de reservas do Palmeiras e anotar tudo o que Abel e seus protegidos falam durante cada jogo do Verdão. Garanto que haveria material de sobra para incriminar toda a comissão técnica do Palmeiras. A partir daí, o STJD teria condições plenas para punir Abel e sua ‘gangue’, o que levaria esse tipo de irregularidade a ser definitivamente enterrada pela CBF.

Digo tudo isso sem a intenção implodir a imagem do atual treinador do Palmeiras, mesmo porque, o considero hoje o melhor técnico do futebol brasileiro. Ele é muito competente, um vencedor, que merece só elogios como treinador.  Mas isso não nos impede de criticá-lo com todo o vigor nesta sua tentativa ridícula e tendenciosa de esconder os resultados negativos que, de vez por outra, venham a acontecer com o melhor time brasileiro da temporada. 

E para terminar sugiro outra providência a diretoria da CBF. Que faça um levantamento  junto aos árbitros para saber quais os treinadores que mais reclamam da arbitragem. A partir daí vale também colocar olheiros ao lado dos bancos de reservas de cada um para levantar mais detalhes sobre cada tipo de pressão.

BAIXAR NORMA
As mais sérias também devem merecer julgamento  e punição imediata. Além disso,seria interessante baixar uma norma que iniba os jogadores na sua tentativa sistemática  de cobrar os juízes contra faltas ou jogadas violentas contra seus clubes. Tem jogador que pensa que pode colocar o dedo no nariz do árbitro sempre que quiser. Não, não é assim.

O árbitro é a autoridade máxima de um jogo de futebol e deve merecer total respeito.E mesmo que ele venha a errar feio contra um time não deveria ser pressionado por qualquer jogador. Isso cabe apenas à diretoria do clube que se julgar prejudicado.  Nunca ao jogador que hoje acha ter um direito que não tem.

Confira também: