Eduardo Baptista elogia presença da torcida pontepretana: "Foi nosso 12º jogador"

Quase nove mil pessoas compareceram ao Majestoso nesta quinta-feira e quebraram o recorde de público

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 13 (AFI) - Nem mesmo a chuva que caiu durante todo o dia em Campinas afastou os pontepretanos do Moisés Lucarelli nesta quinta-feira e quase nove mil pessoas - 8.915 pagantes - acompanharam a vitória por 2 a 0 sobre o Vitória, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o duelo, o técnico Eduardo Baptista exaltou o apoio vindo das arquibancadas.

"A gente sabia da arrecadação. A torcida veio mesmo com o tempo ruim, apoiou e a gente espera por eles domingo (contra o Santa Cruz). O Brasileirão é difícil, mas com o torcedor as coisas ficam um pouco mais leves. Se não tivesse chovido viriam mais de dez mil pessoas. Hoje foi nosso 12º jogador e os atletas entenderam isso", comentou Eduardo Baptista.

Eduardo Baptista enalteceu a presença do torcedor pontepretano diante do Vitória
Eduardo Baptista enalteceu a presença do torcedor pontepretano diante do Vitória
Para as partidas contra Vitória e Santa Cruz, a diretoria pontepretana aderiu ao projeto Futebol Sustentável da Federação Paulista de Futebol (FPF) onde dez mil ingressos - cinco para cada jogo - poderiam trocados por duas garrafas pets. Como a carga acabou rapidamente, a Macaca conseguiu mais um lote de três mil para cada confronto.

Com a vitória sobre o Leão, a expectativa é de que mais de dez mil torcedores compareçam ao Majestoso neste domingo, quando a Ponte recebe o Santa Cruz, a partir das 18h30, pela 31ª rodada do Brasileirão. A Macaca é dona da segunda pior média de público - 4.917 por jogo - e o recorde foi justamente nesta quinta-feira, enquanto o do ano é de 9.524 pessoas, contra o XV de Piracicaba, pelo Paulistão.

Na décima colocação, com 42 pontos, a Ponte Preta chegou aos 42 pontos e retomou a posição que havia perdido para a Chapecoense na abertura da rodada. Praticamente livre de qualquer risco de rebaixamento, a Macaca voltou a sonhar com uma vaga na Libertadores de 2017, já que a diferença para o Fluminense, que abre o G6, é de quatro pontos.