Tênis: Dimitrov e Nishikori surpreendem favoritos e decidirão o Torneio de Brisbane

Milos Raonic e Stan Wawrinka entraram em quadra com o favoritismo na disputa por uma vaga na final, mas ficaram pelo caminho

por Agência Estado

Campinas, SP, 07 (AFI) - O sábado foi marcado pelas surpresas nas semifinais do Torneio de Brisbane, na Austrália. Cabeças de chave número 1 e 2, respectivamente, o canadense Milos Raonic e o suíço Stan Wawrinka entraram em quadra com o favoritismo na disputa por uma vaga na final, mas ficaram pelo caminho. Melhor para o búlgaro Grigor Dimitrov e o japonês Kei Nishikori, que decidirão a competição no domingo.

No primeiro jogo do dia, Nishikori, número 5 do mundo, passou por Wawrinka por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/3) e 6/3, em 1h41min de partida. O japonês foi eficiente e aproveitou as únicas duas oportunidades de quebra que teve na partida para vencer o suíço pela quarta vez na carreira, em oito confrontos entre eles.

Wawrinka foi prejudicado por uma lesão no tornozelo esquerdo, que o obrigou a pedir atendimento médico tanto no primeiro quanto no segundo set. Ainda assim, levou a primeira parcial para o tie-break. Somente na segunda, mais vulnerável, trocou quebras de serviço com Nishikori, antes de ser mais uma vez quebrado e cair na semifinal.

Já na outra partida, a principal zebra do dia. Número 17 do ranking, Dimitrov derrotou o grande favorito da competição, Raonic, terceiro do mundo, por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (9/7) e 6/2. O canadense não só é o atual campeão do Torneio de Brisbane, como vinha embalado por ter eliminado Rafael Nadal na sexta-feira.

Mas neste sábado, Dimitrov mostrou-se inspirado. Depois de um primeiro set disputado, em que Raonic chegou a ter um set point no tie-break, o búlgaro arrancou no segundo, encontrou respostas para o potente saque do adversário e garantiu sua terceira vitória em quatro triunfos diante do canadense.

Para surpreender também na decisão e conquistar o título, Dimitrov terá que quebrar o tabu diante de Nishikori, contra quem nunca venceu na carreira, em três confrontos já disputados. O búlgaro busca seu quinto título de simples no circuito, enquanto o japonês vai atrás do 12.º.