Filho do técnico da Chapecoense relata que não embarcou porque esqueceu o passaporte

Matheus Saroli comentou o fato via rede social, agradeceu a solidariedade de todos e pediu privacidade à família

por Agência Futebol Interior

Chapecó, SC, 29 (AFI) – O que pode ter sido considerado uma infelicidade a principio, evitou que o drama para a família do técnico Caio Júnior fosse ainda maior. Filho do treinador, Matheus Saroli iria acompanhar o pai e a delegação da Chapecoense na viagem rumo à Colômbia, onde o clube iria disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. Entretanto, o jovem esqueceu seu passaporte o que, impediu seu embarque tanto quanto que ele sofresse as consequências da tragédia que, pôs fim a vida de quase todos os 81 integrantes do voo.

Por meio de sua conta no Facebook, Matheus destacou que a família está bem, porém que precisam de força para atravessar esse momento. Ele aproveitou para pedir privacidade, especialmente para sua mãe, mas agradeceu as mensagens de solidariedade e apoio.

Filho de Caio Júnior não embarcou devido a ter esquecido seu passaporte (Foto: Reprodução / Facebook)
Filho de Caio Júnior não embarcou devido a ter esquecido seu passaporte (Foto: Reprodução / Facebook)

TRAGÉDIA
O avião caiu na madrugada desta noite, próximo à cidade de Medellín. Segundo a imprensa colombiana a aeronave deixou de se comunicar com a torre de controle do Rio Negro por volta das 1h15 da manha, horário de Brasília.

No mesmo avião, além dos jogadores e da comissão técnica do clube catarinense estavam alguns membros da imprensa brasileira que cobririam a partida. Embora não tenha divulgado uma lista oficial com o nome dos mortes, 75 não sobreviveram ao acidente.