Paulista Sub 20: Bruno e Xandão completam exportações do Atibaia para o futebol português

Ex-atletas do juniores foram apresentados na última sexta-feira no SC Régua. Vinícius e Tavares fecharam com Varzim e Ponte da Barca

por Agência Futebol Interior

Atibaia, SP, 19 (AFI) - O Sport Clube da Régua, agremiação portuguesa que disputa a quarta divisão da Liga Nacional, apresentou oficialmente na última sexta-feira dois novos reforços brasileiros para a temporada 2016/2017. São eles o goleiro Bruno Alves e o zagueiro Xandão, ambos de 19 anos, que vinham disputando o Campeonato Paulista Sub-20 pelo Atibaia.

Direto de Peso da Régua, cidade do Distrito de Vila Real, localizada na Região Norte de Portugal, Xandão conversou com a Rádio Falcão e contou sobre a expectativa para o novo desafio da carreira.

“Fui muito bem recebido. Me apresentei no dia seguinte e já fui para um jogo-treino. Estou muito feliz e com expectativas enormes para atuar no futebol europeu, que sem dúvida nenhuma é uma vitrine incomparável. Sabendo do projeto, conhecendo o elenco que conta com portugueses, africanos e agora brasileiros, e também conhecendo a estrutura do SC Da Régua, com certeza faremos um bom Campeonato da Liga Nacional Portuguesa, podendo almejar saltos maiores no cenário do futebol de alto nível”, planeja o zagueiro Xandão.

Xandão (direita) e Bruno Alves deixam o Atibaia para jogar no futebol português
Xandão (direita) e Bruno Alves deixam o Atibaia para jogar no futebol português

O beque relatou como foram os primeiros contatos com o elenco e como está sendo a adaptação à metodologia de treinamentos aplicada pelo técnico João Valente.

“Os treinamentos são realizados em dois períodos: pela manhã, fazemos trabalhos individuais e à noite, com o elenco todo. O nosso técnico, João Valente, preza por trabalhos táticos e campos reduzidos. Já estou me adaptando ao fuso horário e aos treinos à noite. O inverno é a próxima estação e será um momento de adaptação também, porque as temperaturas são bem abaixo do que estou acostumado no Brasil, chegam a 5 graus negativos”, lembrou.

Por fim, o zagueiro natural de Ponta Grossa (Paraná) agradeceu a diretoria do Atibaia pela oportunidade e revelou ter realizado um sonho de infância.

“Quero deixar em evidência meus agradecimentos a Deus e as pessoas que estiveram envolvidas e empenhadas diretamente à minha vinda, tais como a diretoria e toda comissão técnica do SC Atibaia, meus empresários, minha família e meus amigos. Sem eles seria praticamente impossível viver esse sonho de infância”.

GUARDA-REDES BRUNO ALVES

Já o goleiro Bruno Alves desembarcou em Portugal elogiando a estrutura do clube. Almoçou com um diretor logo em sua chegada e foi alertado sobre a responsabilidade de vestir a camisa do Régua.

“A minha chegada não poderia ter sido melhor. No dia que cheguei, almocei com o diretor do clube que me explicou a história, o projeto da equipe e que o futebol europeu é um grande aprendizado para os jogadores brasileiros. A estrutura do clube é completa. A equipe já tinha um brasileiro, e agora nós chegamos para ajudar a equipe a conseguir o acesso”, planeja o arqueiro paulistano.

“O treinamento de goleiros ou "guarda-redes" (como os portugueses falam por aqui) é muito puxado taticamente. Eles focam muito o posicionamento em campo e saída com os pés. O treinador de goleiros, João Silvério, vem me ajudado muito nessa nova adaptação. Treinamos em dois períodos: manhã e noite e os jogos da Liga são aos domingos”, explicou.

O arqueiro também enalteceu a diretoria do Atibaia por realizar o sonho de todo jogador, que é atuar no velho continente.

“Sou muito grato a Deus, minha família e pela oportunidade que o presidente e o vice do Atibaia estão me dando. E também pela confiança no meu trabalho. Toda essa realização não seria possível sem a comissão do Atibaia que me auxiliou em um passo crucial em busca do meu objetivo. Estou vivendo um sonho de infância que é atuar em um clube europeu e poder atuar em uma Liga Portuguesa”, finalizou.