Vasco oficializa terceiro técnico português de sua história

"O português chega ao Gigante da Colina com contrato até o fim da temporada e possibilidade de renovação por mais uma"

Screenshot 59 1
Álvaro Pacheco, novo técncio do Vasco

Rio de Janeiro, RJ, 21 (AFI) – O Vasco da Gama voltará a ter um técnico português. Nesta terça-feira, o clube, fundado por brasileiros e portugueses, oficializou a chegada de Álvaro Pacheco, de 52 anos, para a sequência da temporada, em que ainda tem Copa do Brasil e Brasileirão.

“O Vasco da Gama acertou a contratação do técnico Álvaro Pacheco, de 52 anos. O português chega ao Gigante da Colina com contrato até o fim da temporada e possibilidade de renovação por mais uma”, informou o clube.

AO TRABALHO

Além do treinador, chegam ainda quatro profissionais: os auxiliares Pedro Valdemar e José Teixeira, o Preparador Físico Leandro Mendes e o Fisiologista/Alta Performance Ricardo Ferreira.

Álvaro Pacheco e sua comissão técnica desembarcaram no Rio de Janeiro na noite de domingo (19). Os novos profissionais tiveram seu primeiro dia de trabalho na manhã desta segunda-feira (20), no CT Moacyr Barbosa, onde conheceram, as instalações, o elenco e acompanharam as atividades.

Como precisa regularizar sua situação, Álvaro Pacheco não estará à beira do gramado. O time será comandado por Rafael Paiva, técnico do sub-20.

MAIS SOBRE ELE

Natural de Lixa-POR, o profissional iniciou a carreira em 2009, como treinador das categorias de base do Penafiel até chegar ao time profissional como auxiliar técnico.

Nesta função, passou por equipes tradicionais do país como Moreirense e Boavista, até se assumir o comando do Fafe.

Ainda passou por Vizela e Estoril até chegar ao Vitória SC, onde realizou grande campanha, terminando a Liga Portugal em 5º lugar, com 60 pontos, e foi eleito o terceiro melhor treinador da liga portuguesa. Álvaro possui Licença A da UEFA.

TERCEIRO TÉCNICO PORTUGUÊS DO VASCO

O Vasco sempre foi pioneiro na contração de técnicos estrangeiros. Os dois primeiros técnicos de sua história foram Ramón Platero (Uruguai) e Harry Welfare (Inglaterra).

Apesar da origem portuguesa, o Vasco só teve dois técnicos portugueses até então. Ernesto dos Santos comandou o Vasco pouco mais de dois meses em 1946 e não teve grande sucesso.

O Vasco só voltou a ter um técnico português em 2020, quando trouxe Ricardo Sá Pinto. O último técnico estrangeiro tinha sido em 1961 com o argentino naturalizado espanhol Abel Picabéa.

Agora inicia a era com seu terceiro técnico português para substituir o argentino Ramón Díaz.