Tragédia! Boxeador, peso supergalo, de 24 anos, morre dois dias após ser nocauteado

Jovem era considerado uma das promessas do país na modalidade

Ele faleceu na última segunda-feira

Categorias: Esportes Olímpicos

Por: Agência Estado, 05/11/2021

Taurai Zimunya
Jovem era uma das grande promessas do país - Foto: Divulgação

Campinas, SP, 5 – O boxeador Taurai Zimunya, de 24 anos, morreu na última segunda-feira, dia 1º, dois dias após ser nocauteado em uma luta no Zimbábue, no sul da África. Zimunya era da categoria supergalo (lutadores com até 55 kg) e desmaiou após o nocaute, permanecendo desacordado por algum tempo antes de ser socorrido. Ele sofreu muitos golpes na cabeça até ser derrubado no terceiro round de uma luta marcada para ter seis.

INQUÉRITO NÃO INSTAURADO

O secretário-geral do Conselho Nacional de Controle de Boxe e Luta Livre do Zimbábue (ZNBWCB), Lawrence Zimbudzana, comentou que o inquérito da morte do boxeador ainda não foi instaurado. “Vamos nos concentrar no enterro e depois sentaremos e analisaremos as questões”, afirmou Zimbudzana à BBC Sport Africa. Um comunicado da entidade informou que “os procedimentos médicos necessários foram cumpridos e foi prestada assistência médica de emergência no local antes de ser levado ao hospital”.

GRANDE POTENCIAL

As lutas de boxe tinham voltadas a ser realizadas no país depois que as restrições ao lockdown por causa da pandemia da covid-19 foram relaxadas. O treinador de Zimunya, Tatenda Gada, ficou devastado com a notícia da morte de seu pupilo e ressaltou que o jovem tinha grande potencial na categoria.

“Nos roubaram uma de nossas principais promessas. Eu o treinei por mais de quatro anos, o vi progredir e ele tinha futuro na categoria”, lamentou à BBC Sports Africa. O pai de Zimunya, Samson, foi um boxeador amador e esperava que o filho se tornasse campeão mundial. O enterro ocorreu na última quarta-feira.

Confira também: