Reis do Drible tem segunda edição em São Bernardo do Campo, em janeiro

Evento reunirá craques do futebol brasileiro e internacional, com dribles valendo mais do que o gol e transmissão ao vivo da TV Globo

Evento reunirá craques do futebol brasileiro e internacional, com dribles valendo mais do que o gol e transmissão ao vivo da TV Globo

Por: Agência Futebol Interior, 22/12/2016

0002050215681 img

São Paulo (SP) – O Reis do Drible, competição que visa proporcionar o encontro de jogadores habilidosos do futebol brasileiro e mundial valorizando a arte no esporte, já tem data e local da segunda edição definidos. O evento será realizado na manhã do dia 8 de janeiro no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo (SP), com entrada gratuita. Enquanto o craque Falcão, do futsal, e o vascaíno Nenê lideram o time dos “Reis do Brasil”, entre os “Reis do Mundo” destacam-se jogadores como o argentino Jesús Datolo, e o Rei do Freestyle, o francês Séan Garnier.

Completam o “Reis do Brasil” ao lado de Falcão e Nenê, o lateral-direito Léo Moura, do Santa Cruz, Adonias Fonseca, do futebol freestyle, e o goleiro do Sorocaba Futsal e da seleção brasileira, Tiago de Melo. No “Reis do Mundo”, estarão ao lado de Datolo e de Séan Garnier três atletas do futsal: o brasileiro naturalizado italiano Adriano Foglia, o craque da seleção colombiana Angellot Caro e o goleiro e capitão da seleção argentina, Santiago Elias.

Nenê na marcação de Deco (Foto: Rodrigo Dod / Savaget)

Nenê na marcação de Deco (Foto: Rodrigo Dod / Savaget)

O Reis do Drible será realizado em uma quadra especialmente desenhada e com regras adaptadas para facilitar a apresentação dos dribles. O formato será o 4 x 4, com três jogadores na linha e um goleiro, em dois tempos de 10 minutos com cronometro parado. O evento unirá as características do futsal, com futebol de campo e o futebol freestyle e alguns dribles tradicionais, como caneta, meia-lua e chapéu, por exemplo, valerão o dobro de pontos em relação a um gol, uma inovação em relação à edição anterior.

Outra novidade poderá definir a competição quando ela estiver em seus momentos decisivos: o jogador que conseguir realizar o drible e fazer o gol na mesma jogada, terá uma bonificação e este “combo” valerá quatro pontos. Haverá ainda os desafios individuais, em que um atleta escolhe um adversário para o drible homem contra homem. As faltas, caso aconteçam, serão cobradas sempre no estilo shoot out, ou seja, o jogador irá de encontro ao goleiro adversário com o objetivo de driblá-lo para fazer o gol.

Edição anterior
A primeira edição do Reis do Drible foi realizada em dezembro de 2015, na HSBC Arena, no Rio de Janeiro. O time “Reis do Brasil”, comandado também por Falcão e Nenê, garantiu a vitória por um placar apertado, 18 x 16. Do lado dos Reis do Mundo, o francês Séan Garnier roubou a cena, pontuando de todas formas possíveis: gols, caneta, chapéu e meia lua. O palmeirense Zé Roberto, Diego Oliveira, do freestyle, e o goleiro Mão, do futebol de praia, completaram o time brasileiro. Do outro lado da quadra estiveram o português Deco, o argentino Escudero e o goleiro taitiano Jonathan Torohia, do futebol de praia, que formaram o time internacional ao lado de Garnier e Foglia.

A segunda edição do Reis do Drible tem patrocínio de Rexona, Nivea, Drummond, Magnus, bolas Premium e Magnum, e conta com o apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo. A organização é da Savaget Promoções e Eventos.