Série B: Na vice-lanterna, Guarani demite Eutrópio após quarta derrota seguida

No comando desde o início do Brasileiro, treinador não teve bons resultados e a situação ficou insustentável

Publicado em .

No comando desde o início do Brasileiro, treinador não teve bons resultados e a situação ficou insustentável

Campinas, SP, 12 (AFI) - Vinícius Eutrópio não é mais técnico do Guarani. Com apenas uma vitória em oito jogos, ele teve dificuldades para dar um padrão de jogo ao time e sofreu um desgaste muito grande, sob grande insatisfação da torcida. O anúncio oficial da saída do treinador foi feito nesta quarta-feira.

A derrota por 1 a 0 para o Coritiba, em pleno Brinco de Ouro, na última terça-feira, foi a quarta seguida do Bugre na Série B. Contratado no meio de março, como sucessor de Osmar Loss, Eutrópio foi anunciado durante a disputa do Troféu do Interior do Paulistão, mas só começou a comandar a equipe a partir do início do Brasileiro.

Em oito rodadas sob o comando do técnico, o Guarani perdeu cinco jogos, empatou dois e venceu um. Com 20% de aproveitamento, o time campineiro está na vice-lanterna, com apenas cinco pontos. O treinador que assumir o comando terá o período de paralisação da Copa América, que termina em 7 de julho, para preparar o elenco.

Foto: Letícia Martins / Guarani FC
Foto: Letícia Martins / Guarani FC

SEM ACERTAR
O próprio Vinícius Eutrópio teve tempo para preparar e montar o time, uma vez que chegou antes do início da Série B. Ainda assim, o período não foi bem aproveitado, tanto em relação à assimilação de questões táticas quanto às contratações feitas pela diretoria e aprovadas pelo treinador.

A gestão do presidente Palmeron Mendes, aliás, tem sofrido muitas críticas por tomar decisões precipitadas na hora de ir ao mercado, seja para contratar treinadores ou jogadores. Lisca, Fernando Diniz e Osmar Loss são exemplos de profissionais que duraram pouco tempo no Brinco de Ouro.