PARAENSE: Em noite inspirada de Vitor Lube, Remo e Tuna empatam sem gols

O Placar Ao Vivo do Futebol Interior acompanha todos os jogos da competição

Categorias: Estaduais

Por: O Liberal, 13/02/2022

REMO

Belém, PA, 13 (AFI) – Remo e Tuna empataram em 0 a 0 na noite deste domingo (13) no estádio Baenão, em Belém, pela quinta rodada do Campeonato Paraense 2022. Em uma partida de dois tempos bastante distintos, o talento do goleiro Vitor Lube foi suficiente para segurar o “bombardeio” do ataque azuliuno e garantir um ponto preciso para a Águia Guerreira no Parazão.

A próxima partida do Remo na competição será na quarta-feira (16), às 15h30, contra o Bragantino, no estádio Diogão, em Bragança. Já a Tuna volta a campo somente na quinta-feira (17), às 9h30, no estádio do Souza, contra o Castanhal.

O JOGO

Remo e Tuna protagonizaram um primeiro tempo de poucas oportunidades claras de gol. Os donos da casa tinham mais a bola, mas tinham dificuldades de entrar na área adversária. Já os visitantes, que adotaram uma postura mais reativa durante o duelo, conseguiam chegar ao gol com lances de bola parada. 

Para vencer a partida, considerada estratégica para a sequência do campeonato pela diretoria azulina, o Remo partiu para o ataque. Erick Flores, muito participativo, municiava os laterais – Paulo Henrique e Ricardo Luz – em jogadas de linha de fundo. Brenner e Bruno Alves, em algumas oportunidades, saíram da área para buscar jogo. No entanto, o volume de jogo não era transformado em chances claras de gol. 

REMO
Remo e Tuna Lusa empataram sem gols

Já a Tuna manteve a proposta de contra-ataque durante toda a primeira etapa. Nas poucas oportunidades em que chegou à meta azulina, a Lusa parou em boas intervenções de Vinícius. Além disso, devido à postura defensiva de jogo, dois jogadores cruzmaltinos acabaram amarelados antes do intervalo. 

Entre os lances de destaque de ambas as equipes, estiveram o chute de Bruno Alves aos 23, defendido por Vitor Lube; o chute de Jayme, aos 31, que levou certo perigo a Vinícius; e o fraco chute de Ricardo Luz, aos 41, que saiu pela linha de fundo. Além disso, houve pouca emoção na primeira etapa do Baenão.

SEGUNDO TEMPO

Se no primeiro tempo faltou criatividade, no segundo faltou pontaria às equipes, principalmente o Remo. O clube azulino fez um “bombardeio” à meta de Vitor Lube e por pouco não saiu com um placar positivo no Baenão. Além das chances desperdiçadas, o arqueiro tunante fez belas defesas que garantiram o resultado. 

Na “blitz” do Leão teve de tudo. Houve polêmica de arbitragem, chutes para fora e defesas cinematográficas de Vitor Lube. A principal delas ocorreu aos 23 minutos, em chute de Pingo. O goleiro cruzmaltino defendeu a bola no ângulo, em lance bastante difícil. 

Os lances da Águia do Souza, que já eram poucos, se tornaram cada vez mais escassos. No entanto, foram tão perigosos quanto os azulinos. Em um desses momentos, já na reta final de jogo, Fidelis errou uma finalização na pequena área remista. 

Nos minutos finais, a tônica da partida permaneceu: o Remo todo ao ataque e a Tuna se defendendo como pode. Aos 41, Felipe Gedoz ainda conseguiu carimbar a trave de Vitor Lube. Final de jogo: 0 a 0 e Leão saindo vaiado do Baenão. 

Finalizado
Remo-PA
REM
0 0
Tuna Luso-PA
PA
Finalizado
Amazônia Independente
AMA
0 1
Caeté
CAE
Finalizado
Tapajós
0 0
Paysandu-PA
PAY
Finalizado
Paragominas-PA
PAR
2 3
Independente
IND
Finalizado
Itupiranga
SCI
2 4
Águia-PA
AGM
Finalizado
Castanhal-PA
CST
2 1
Bragantino-PA
BRG

Confira também: