Guarani tem três motivos fundamentais para comemorar vitória no dérbi

Guarani tem três motivos fundamentais para comemorar vitória no dérbi

por ARIOVALDO IZAC - - - Campinas

Postagem dupla neste domingo: abaixo avaliação da pobreza técnica do Corinthians, que ficou apenas no empate diante do limitadíssimo Ituano, resultado que o complica na busca pela classificação.

Até o começo da noite deste domingo prevalecia decisão de dérbi com portões fechados nesta segunda-feira. Idas e vindas com informações modificadas provocam clima de expectativa.

Conseguirá o Guarani reverter na Justiça a decisão de portões fechados?

Com tendência natural de adiamento das próximas rodadas do Paulistão, entraria o dérbi neste bolo?

Logo, nem cabe conjecturar aquilo que os treinadores João Brigatti e Thiago Carpini, de Ponte Preta e Guarani respectivamente, devem colocar em prática, a partir de escalações de equipes, porque o clima é de incerteza.

CONTRASTE

A vitória ganha importância fundamental ao Guarani por três motivos:

Primeiro seria a quebra de tabu que se arrasta há anos.

Segundo porque vai deixá-lo bem mais próximo da classificação. Hoje, matematicamente ele depende de mais cinco pontos, dos nove em disputa, para garantir vaga.

Terceiro porque terá chance de afundar a Ponte, visto que a rodada foi prejudicial para ela, com vitória do Oeste sobre o Botafogo e empate do Ituano diante do Corinthians.

Se a Ponte patinar nos sete pontos, seu limite de pontuação passaria a 13 pontos, convencionando-se que vença Mirassol e Novorizontino.

Apesar disso, matematicamente poderia ser ultrapassada por Água Santa, Ituano, Ferroviária, Oeste, Corinthians e Botafogo.

ARIOVALDO IZAC - -
Jornalista esportivo há 35 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.
Veja perfil completo
Veja todos