Luto! Morre em Curitiba maior ídolo da história do Athletico-PR e que jogou no Corinthians

Sicupira também era um comentarista esportivo de muito prestígio e estava com 77 anos, tendo falecido em razão de complicações após uma cirurgia no pulmão

Categorias: Futebol Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 07/11/2021

image
Sicupira foi o maior jogador do Athletico Paranaense

Curitiba, PR, 07 (AFI) – Uma notícia triste para o futebol brasileiro. Morreu em Curitiba, Sicupira, um dos maiores jogadores do futebol paranaense e ídolo principal da história do Atlético Paranaense. Sicupira também era um comentarista esportivo de muito prestígio e estava com 77 anos, tendo falecido em razão de complicações após uma cirurgia no pulmão. 

Nascido em família de classe média alta em dez de maio de 1944, Barcímio Sicupira Júnior pode ser considerado o maior jogador da história do futebol do Paraná, onde começou no extinto Ferroviário nos anos 1960.

O sucesso no Ferroviário foi tão expressivo, que foi para o Botafogo-RJ onde jogou com craques como Manga, Gérson, Jairzinho, Garrincha, entre outros.

TAMBÉM JOGOU NO BOTAFOGO DE RIBEIRÃO PRETO

Apesar de ter ido bem no time carioca, acabou deixando o Rio de Janeiro para atuar no Botafogo de Ribeirão Preto, onde continuou fazendo sucesso e participando de conquistas expressivas do time ribeirão-pretano no final dos anos 1960.

“O CRAQUE DA OITO” IMORTALIZADO NO ATHLÉTICO PARANAENSE

Mas sua carreira de jogador ficou imortalizada quando chegou ao Atlhético Paranaense, sendo o principal jogador da história do clube, onde jogou por doze anos e ficou batizado de “O craque da Oito”, tendo anotado 158 gols.  

Em 1972 chegou a ter uma rápida passagem pelo Corinthians, atuando emprestado. Mesmo com propostas de grandes equipes, Sicupira sempre optou em continuar em Curitiba e vestir a camisa do Athlético. 

Após encerrar a carreira de jogador, no final dos anos 1970, Sicupira chegou a ser rapidamente treinador e dirigente do próprio Athetico Paranaense e até do Colorado (hoje Paraná Clube), mas acabou optando em trabalhar na crônica esportiva.

SICUPIRA VIROU COMENTARISTA DE TALENTO E FAMOSO TAMBÉM NO MICROFONE

Da mesma forma que Sicupira foi craque nos gramados, também fez sucesso como comentarista esportivo, seja na televisão, seja, principalmente, no rádio. Nos últimos 35 anos, ele atuou como analista esportivo das principais emissoras de Curitiba, notadamente na Rádio Banda B (AM 550), referência na radiofonia esportiva brasileira, tendo participado de coberturas internacionais, inclusive de Copa do Mundo. 

“Pessoas como Sicupira não deveriam morrer. Além de ter tido o privilégio de vê-lo jogar, tive o privilégio de comandar o “Mesa Redonda”, na TV CNT, onde o Sicupira se destacava. Além de um ótimo em tudo que fazia, era um ‘figuraço’ e dono de um caráter irretocável”, comentou Fernando Gomes, emocionado, em depoimento à Rádio Banda B.

Ainda não há informações do velório do ex-craque atleticano, mas seu sepultamento acontecerá segunda-feira em Curitiba sob muitas homenagens.

Confira também: