Luto! Morre conselheiro e ex-vice-presidente da Ponte Preta

Faleceu nesta segunda-feira (23), aos 87 anos, Emílio Fernandez Olmos, o "Seu Emílio", conselheiro nato e ex-vice-presidente pontepretano

Seu Emílio foi vice-presidente da Ponte Preta nas gestões de Rodolfo Petená e Sérgio Carnielli

Categorias: Personalidades

Por: Agência Futebol Interior, 23/05/2022

seu emilio
Ponte Preta publicou Nota de Pesar ao Seu Emílio (Foto: Divulgação / AAPP)

Campinas, SP, 23 (AFI) – A Ponte Preta está em luto. Faleceu hoje (23), aos 87 anos, o conselheiro nato e ex-vice-presidente pontepretano Emílio Fernandez Olmos. O velório será realizado ainda nesta segunda-feira, das 12 às 15 horas no Cemitério da Saudade.  “Seu Emílio”, como era mais conhecido nos corredores do Majestoso, era um apaixonado pelo time e se dedicou muito ao clube, dentro e fora do estádio.

“Emílio era um daqueles pontepretanos que respirava Ponte e fazia de tudo pelo time. Ele foi um dos responsáveis pela criação da Semana Pontepretana, data inserida no calendário oficial do município de Campinas. Além de vice-presidente em duas ocasiões, também foi presidente do antigo Conselho de Supervisão. É uma perda muito grande e nos solidarizamos com a família e amigos neste momento tão triste”, diz o presidente alvinegro Marco Eberlin.

SEU EMÍLIO NA PONTE PRETA

Empresário do ramo hoteleiro, Emilio Olmos foi vice-presidente em gestões de Rodolfo Petená e Sérgio Carnielli. Nesta última, em 2008 atuava junto ao time de basquete feminino e era responsável pela unidade Paineiras, onde foi instalado telão para a torcida que não pôde ir a São Paulo acompanhar a final do Paulista contra o Palmeiras.

Seu Emílio também foi muito atuante na organização das festas comemorativas da Ponte Preta. Apaixonado por música erudita,  trouxe o Coral e Orquestra Baccarelli e Solistas pela primeira vez ao Brasil para tocar na festa de 101 anos da Macaca, feito que repetiria na Semana Pontepretana de 2008, desta vez no centro de Convivência Cultural.

Também trabalhava arduamente para que a Ponte Preta levasse esportes a crianças carentes da cidade: em 2008,em parceria com a Casa de Jesus, o clube chegou a manter 200 meninos e meninas praticando esportes como taekwondo, badmington e judô, um feito do qual ele se orgulhava.

Pessoa muito querida, era ainda um cozinheiro de mão cheia: muitos amigos e funcionários pontepretanos tiveram o prazer de experimentar  uma das famosas paellas que ele preparava em ocasiões especiais da Ponte Preta. A AAPP solicitou à CBF um minuto de silêncio em homenagem a Emílio Olmos no jogo da noite desta terça (24), contra a Chapecoense. A ausência deste grande pontepretano será sempre sentida.

Confira também: