Lucas Araújo, do Sampaio, estragou a observação de Chamusca

Após expulsão, o Sampaio Corrêa recuou e tentou evitar uma goleada do Cruzeiro no Mineirão lotado. Chamusca vai ter que se virar de outro jeito.

É que o volante Lucas Araújo, da equipe maranhense, foi expulso aos 28 minutos do primeiro tempo, quando a partida estava empatada.

Categorias: Colunas

Por: ARIOVALDO IZAC - -, 22/05/2022

mineirao cruzeiro sampaio facebook e1653272259606
Cruzeiro fez festa de Mineirão lotado. Foto: Cruzeiro - facebook

Campinas, SP, 22 (AFI) – Se Marcelo Chamusca, treinador contratado pelo Guarani, pretendia observar criteriosamente o Sampaio Corrêa na derrota para o Cruzeiro por 2 a 0, próximo adversário dos bugrinos no sábado que vem em São Luís (MA), o objetivo básico caiu por terra.

É que o volante Lucas Araújo, da equipe maranhense, foi expulso aos 28 minutos do primeiro tempo, quando a partida estava empatada.

A partir disso, a boleirada do Sampaio Corrêa recuou e tentou se defender chutando a bola para o lado em que o nariz estivesse virado.

Logo, passou a ser uma partida de ataque contra defesa, e esse estilo não serve de base para avaliação pormenorizada.
______________________________________________________________________________________________

BLOG DO ARI – Clique Aqui e dê sua Opinião !
______________________________________________________________________________________________

TREINADOR DO CRUZEIRO

Observação diferenciada foi constatada do lado do Cruzeiro e proporcionada pelo seu treinador, o uruguaio Paulo Pezzolano.

Estudioso, ele se convenceu que de nada adiantaria o seu time alçar bola à área do Sampaio Corrêa contra uma dupla de zagueiros altos: Alan Godoy com 1,87m e Nilson Júnior 1,90m.

Por isso, a maioria dos cruzamentos, a partir do prolongamento da grande área, foi rasteiro ou a meia altura, para que jogadores cruzeirenses ‘atacassem’ a bola.

Foi assim que o time criou chances e abriu a porteira com o gol assinalado por Rafa Silva aos dois minutos do segundo tempo.

Treinadorzada brasileira dificilmente teria essa percepção, e por isso o registro elogioso para Paulo Pezzolano.

cruzeiro SerieB sampaio mineirao facebook
Cruzeiro festejou muito vitória com torcida. Foto: Facebook – Cruzeiro

CENTROAVANTES

Para clubes que abdicam de centroavantes, a maior prova de que são imprescindíveis foi ratificada neste empate entre Corinthians e São Paulo por 1 a 1.

No gol anulado do corintiano Jô, registro para o homem de área disputando espaço contra zagueiro adversário – no caso Arboleda -, mas o lance foi invalidado porque, por milímetros, o meia Renato Augusto estava impedido, quando do cruzamento.

Gol como aquele feito por Calleri, do São Paulo, era visto com frequência décadas passadas, quando centroavantes se prevaleciam no enfrentamento com zagueiros.

Foram lances oriundos de jogadas de fundo de campo, assim como no gol de empate do Corinthians através de Adson.

Confira também: