Libertadores: Vasco treina no CT do Boca e Zé Ricardo encaminha time com três volantes

A principal novidade deve ser a estreia do volante Bruno Silva, que atuará ao lado de Desábato e Wellington na marcação do meio-campo

A principal novidade deve ser a estreia do volante Bruno Silva, que atuará ao lado de Desábato e Wellington na marcação do meio-campo

0002050308307 img

Rio de Janeiro, RJ, 18 – O Vasco realizou nesta quarta-feira uma atividade em Buenos Aires, no Centro de Treinamento do Boca Juniors, e fechou a preparação para o duelo contra o Racing na quinta-feira, às 19h15 (de Brasília), no estádio El Cilindro, pela terceira rodada do Grupo E da Libertadores.

O trabalho durou cerca de duas horas e serviu para o técnico Zé Ricardo definir a equipe que entrará em campo. Preocupado com o poder ofensivo do adversário, que venceu o Cruzeiro por 4 a 2 na estreia da competição, o treinador testou uma equipe com três volantes.

Jogadores do Vasco da Gama realizaram um treinamento no CT do Boca Juniors nesta quarta-feira

Jogadores do Vasco da Gama realizaram um treinamento no CT do Boca Juniors nesta quarta-feira

A principal novidade deve ser a estreia do volante Bruno Silva, que atuará ao lado de Desábato e Wellington na marcação do meio-campo. Zé Ricardo não confirmou a escalação. Após o treinamento, Wellington conversou com os jornalistas e falou que a equipe precisa ter atenção especial com o atacante Lautaro Martínez.

“É um grande jogador e precisamos ter uma forte marcação em cima dele. É fechar os espaços no setor que ele for cair, até porque é diferenciado e muito forte no um contra um”, analisou o volante.

CLIMA DE PAZ
Nos últimos dias, pelas redes sociais, Vasco e Racing trocaram mensagens para promover o confronto. Em um dos posts, Lautaro Martínez gravou um vídeo exaltando o Vasco e desejando boa recuperação para atacante Paulinho, que passou por cirurgia no cotovelo esquerdo.

“É uma atitude muito positiva e que mostra o respeito que existe entre as equipes e também entre os jogadores. A partir do momento que o juiz apita o início do jogo a amizade fica do lado de fora e você busca fazer o melhor para o seu clube. Eles pensam assim também”, prosseguiu Welligton.