Herói do São Bento desabafa: "Amadorismo não cabe no futebol"

O jogador fez duras críticas ao clube de Sorocaba

Categorias: Futebol Interior

Por: Rivail Oliveira, 13/04/2022

ze carlos

Sorocaba, SP, 13 (AFI) – Em tom de desabafo, o experiente goleiro Zé Carlos, entre os destaques do São Bento na campanha do acesso para a Série A1 de 2023, e um dos heróis na partida que devolveu o clube à elite do futebol paulista, (na vitória por 3 a 2 nos penais contra o Oeste em Barueri), pegando três penais, falou das dificuldades que o grupo teve para chegar a essa conquista.

Segundo o goleiro, os jogadores tiveram de superar problemas extracampo, como atrasos em salários e com auxílio-moradia. Por conta disso, lembrou que o grupo precisou se unir ainda mais para superar as dificuldades e seguir em busca do acesso para a primeira divisão:

“Acima de tudo fomos homens. Houve dificuldades nesses cinco meses. Nunca vivi isso, foi a primeira vez. Mesmo sem muitas condições, ficamos no CT (hospedados no alojamento)”, contou

SAIR DO AMADORISMO

O goleiro disse que o clube precisa sair do amadorismo e ser mais profissional. “Os clubes têm de ser mais profissionais. O São Bento tem que se profissionalizar. Amadorismo não cabem mais no futebol”, desabafou o jogador, que tinha contrato com o Brusque e optou por defender o Azulão no primeiro semestre. O goleiro também disse que, um clube como o São Bento não pode ficar sem disputar um Brasileiro e lamentou que a equipe não tenha calendário e precise jogar a Copa Paulista voltar a jogar um certame nacional e frisou tem que se falar da realidade e voltou a insistir:

ze carlos
Zé Carlos falou sobre a situação do São Bento. Foto: Neto Bonvino/EC São Bento


“O clube tem que se profissionalizar. Disputou a Série B do Brasileiro e hoje não tem divisão alguma, parou no tempo. Terá de disputar a Copa Paulista para conseguir uma vaga (na Série D)”, finalizou. Zé Carlos disse que ainda não definiu o futuro, mas que teu uma possibilidade de voltar ao futebol catarinense no segundo semestre.

QUATRO BAIXAS

Para a primeira final contra a Portuguesa, quinta-feira, 19h no CIC, o treinador Paulo Roberto Santos terá quatro baixas em relação ao elenco que superou o Oeste na Arena Barueri pelas semifinais. 

A primeira e definitiva é do volante Lucas Lima, destaque do time na Série A2 e foi para o Atlético Goianiense, que joga o Brasileirão e Taça Libertadores. Além dele, estão fora por suspensão, o volante Lucas Bonilha, o defensor Felipe Ferreira, e ainda Wiliam, expulso na partida. O treinador faz nesta quarta-feira o último treino antes do jogo, onde define o time que joga a primeira final.

INGRESSOS

Para a primeira final, foram colocados á venda 10 mil ingressos. Destes 7.500 foram disponibilizados para a torcida do São Bento e 2500 para a torcida da Portuguesa. Segundo apurou o site Esportivo Sorocaba, nesta véspera do jogo, quase 3 mil ingressos já teriam sido vendidos, com expectativa de casa cheia. 

A bilheteria estará aberta nesta quarta e quinta-feira e o torcedor que for com a camisa do Bentão e paga meia entrada. A venda ainda é online: saobento.soudaliga.com.br. A venda pe feita ainda nesses locais: Loja Athleta. Av Washigton Luiz, 1390; Loucos por Futebol, Rua da Penha, 496; KMF Baterias, R: Atanázio Soares, 1150 e lojas Opção Tintas, na Av Nogueira Padilha, 590 e Gal. Carneiro, 516. Os valores: ferradura: R$ 20 (meia) e R$ 40 (inteira); arquibancada superior e inferior: R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira); cadeira: R$ 50 (meia) e R$ 100 (inteira). As primeiras 100 crianças para cada setor de até 12 anos terá o benefício da gratuidade, Exceto setor visitantes.

Confira também: