Goiás não exerce direito de compra e seu artilheiro na Série B fica livre no mercado

Alegação da diretoria é que o clube está sem dinheiro e as receitas só vão entrar nos cofres a partir de abril

Goiás tinha até a última terça-feira para pagar R$ 1,3 milhão ao Volta Redonda, mas não depositou a grana

Categorias: Grandes clubes do Brasil

Por: Agência Futebol Interior, 01/12/2021

alef manga goias
Disponível no mercado. (Foto: Rosiron Rodrigues | Goiás E.C.)

Goiânia, GO, 01 (AFI) – Alef Manga foi um dos destaques da Série B do Campeonato Brasileiro. Mesmo sendo artilheiro com dez gols da campanha do acesso do Goiás, o clube esmeraldino não fez valer seu direito de compra e o jogador ficou livre no mercado.

O Goiás tinha até a última terça-feira para pagar R$ 1,3 milhão ao Volta Redonda, mas não depositou a grana. Assim, o atacante de 26 anos está disponível para a temporada 2022.

A alegação da diretoria é que o clube está sem dinheiro e as receitas só vão entrar nos cofres a partir de abril, quando o Brasileirão terá início. Outro que deve deixar o Goiás é o volante Rezende. O Goiás precisa pagar R$ 700 mil ao Azuriz, mas não deve exercer o direito de compra.

Confira também: