Gilson Kleina volta ao Majestoso, agora como adversário

Quem quiser palpitar sobre este jogo, fique à vontade. Não me atrevo, até porque vi a Chape jogar apenas em gramado 'ensopado' diante do Vasco, o que não serve de base.

A última passagem dele pela Ponte Preta foi um desastre em todos os sentidos. Logo, busca a redenção em ares catarinenses.

Categorias: Colunas

Por: ARIOVALDO IZAC - -, 24/05/2022

gilson kleina treinador chapecoense 011 e1653363136305
Gilson Kleina volta ao Majestoso. (Foto: Divulgação/Chapecoense)

Campinas, SP, 23 (AFI) -Se mesmo com flagrante diferença de capacidade técnica entre adversários já é arriscado consideração sobre pré-jogo, imagine nesta Série B do Brasileiro basicamente nivelada!

Além disso, hoje já não se sabe quais jogadores serão relacionados para as partidas.

Haja suspense!

Por isso, incontáveis emissoras de rádio do País afora têm evitado divulgar possíveis escalações de equipes.

Atacante Lucca joga ou não joga no time pontepretano contra a Chapecoense, na noite desta terça-feira, em Campinas?

Mesmo que esteja confirmado, comissão técnica da Ponte despista, com argumento que tem-se que evitar ‘munição’ ao adversário.

BLOG DO ARI – DÊ SUA OPINIÃO AQUI !

Lucca Ponte Preta 2022 edited
Lucca volta ao ataque da Ponte Preta. Foto: AAPP – oficial

KLEINA

Vem aí o treinador Gilson Kleina como comandante da Chapecoense.

A última passagem dele pela Ponte Preta foi um desastre em todos os sentidos.

Logo, busca a redenção em ares catarinenses.

Quem quiser palpitar sobre este jogo, fique à vontade.

Não me atrevo, até porque vi a Chape jogar apenas em gramado ‘ensopado’ diante do Vasco, o que não serve de base.

ROGÉRIO CENI

Você já viu um treinador fazer três substituições em sua equipe durante o intervalo, quando tinha o placar favorável e em clássico?

Pois Rogério Ceni, do São Paulo, não só ousou fazer isso no clássico de domingo passado contra o Corinthians, como se apressou na quarta mexida aos 14 minutos do segundo tempo.
DESARRUMOU TUDO

Trocado em miúdos, desarrumou aquilo que estava arrumado, e com isso provocou inversão dos papéis.

Se antes a sua equipe dominava o Corinthians, passou a ser dominada no segundo tempo.

Cá pra nós: tudo isso pra poupar jogadores visando o jogo da próxima quarta-feira contra o Ayacucho do Peru, no Estádio Morumbi, pela Sul-Americana?

Ora, isso com o Tricolor já classificado e 13 pontos já conquistados, enquanto o adversário ganhou apenas quatro pontos.


Confira também: