Gilson Kleina pede que a Chapecoense dê a vida contra o São Paulo

O treinador acredita que pode surpreender o rival mesmo atuando no Pacaembu

O treinador acredita que pode surpreender o rival mesmo atuando no Pacaembu

Por: Agência Futebol Interior, 08/11/2017

0002050277878 img

Chapecó, SC, 08 (AFI) – Ciente do bom momento do São Paulo, que vem de três triunfos consecutivos, o técnico Gilson Kleina finalizou a prepração para o duelo desta quinta-feira, às 20h, no Estádio do Pacaembu. O treinador não poderá contar com Douglas Grolli. O defensor sentiu uma lesão muscular durante o treino e será substituído por Luiz Antônio, pivô da eliminação do time na Copa Libertadores. Hiago ainda segue na briga.

“Grolli teve uma lesão e está fora do jogo. Trabalhamos com Hiago e Luiz Otávio. São jogadores que não vinham atuando, mas espero que quem entre possa dar conta do recado. O Luiz vem de lesão, mas era titular no primeiro semestre. E o Hiago é um menino que tem treinado muito bem comigo”, disse Kleina.

Gilson Kleina pediu pés no chão ao time da Chapecoense

Gilson Kleina pediu pés no chão ao time da Chapecoense

Por outro lado, o treinador terá o retorno de Apodi, que cumpriu suspensão automática no empate, por 1 a 1, diante do Sport. Ele assume a vaga no lugar e João Pedro, assim como Fabrício Bruno, que volta ao miolo da defesa, e Canteros, confirmado no meio de campo.

PÉS NO CHÃO!
“Nós vamos enfrentar um São Paulo em seu melhor momento. É um time muito técnico e com grande poder ofensivo. Temos que dar a vida por esse jogo, mas de uma forma inteligente. Não estamos trabalhando com uma matemática para ficar na Série A2. Trabalhamos com a vitória, só assim dependeremos apenas de nós para escapar”, completou o treinador, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

A provável Chapecoense tem: Jandrei, Apodi, Luiz Otávio, Fabricio Bruno e Reinaldo; Moises Ribeiro, Amaral, Luiz Antônio e Canteros; Arthur e Wellington Paulista.