Daniel Alves desabafa sobre política no São Paulo e pede estabilidade

Jogador pede paz nos bastidores para que desempenho em campo não seja afetado na reta final do Brasileiro

por Agência Estado

São Paulo, SP, 29 - Daniel Alves chegou em agosto ao São Paulo, mas vem sentindo na pele a disputa política por poder no clube.

Após a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, que manteve a distância de quatro pontos para o sétimo colocado Corinthians no Campeonato Brasileiro, o jogador lamentou a guerra nos bastidores e disse que o elenco precisa de estabilidade para poder render.

"A sensação que tenho no São Paulo é de que existem vários partidos. Um clube com vários partidos é um problema porque não gera estabilidade. Nem todo mundo no São Paulo quer a mesma coisa. Nós queremos uma coisa, mas o entorno é muito pessimista", desabafou.

"Quem está fora quer entrar e às vezes joga um pouco sujo, porque acredito que para um clube ter estabilidade todos precisam pensar no mesmo sentido. Cada um fazendo campanha para assumir o São Paulo e tentando derrubar os que estão à frente", emendou.

Daniel Alves desabafa sobre política são-paulina - Rubens Chiri / saopaulofc.net
Daniel Alves desabafa sobre política são-paulina
METAS

O jogador ajudou o time a permanecer no G-6 do Brasileirão, que no momento garante vaga direta para a fase de grupos da Copa Libertadores do próximo ano.

Para Daniel Alves, seria importante que o clube tivesse uma calmaria no ambiente político para que isso não afetasse o rendimento dos atletas dentro de campo.

"A gente quer estabilidade dentro do clube para mudar essa história, essa negatividade que tem. Um clube grande como o São Paulo não pode estar esse tempo todo sem ganhar títulos, tem de aspirar coisas positivas, voltar a ser do tamanho da grandeza do São Paulo. Mas isso só vai acontecer se a gente tiver estabilidade, oportunidade de escrever uma história. Não é fácil para mim, nem para ninguém", disse.

"Estava falando até com alguns companheiros. Em um ano, eles tiveram quatro treinadores. É impossível criar uma filosofia assim, uma identidade. Eu nunca vi ninguém fazer nada em quatro meses. É um processo que você tem de viver. E se você pagar o preço, você vai aspirar coisas. Se não consegue, vai ficar oscilando e o clube vai passar mais alguns anos sem conquistar nada", continuou.

Mercado da Bola
Contratações
Não houve contratações no período
São Paulo-SP
Elenco ainda não definido
  • Técnico

    Fernando Diniz