Interino do Santos revela conversa produtiva com Holan: 'Sabe tudo'

Peixe de Marcelo Fernandes se despediu com derrota para o Bahia no Campeonato Brasileiro

por Agência Estado

Campinas, SP, 26 - Enquanto aguarda a chegada de Ariel Holan, o Santos é dirigido pelo auxiliar Marcelo Fernandes, como aconteceu na derrota por 2 a 0 para o Bahia, nesta quinta-feira, na Fonte Nova, pela rodada final do Campeonato Brasileiro, e no começo do Paulista, a partir do fim de semana.

Ainda assim, Holan não está alheio ao momento do time. Como explicou o interino, houve uma conversa com o argentino, que indicou conhecimento do momento do clube ao buscar passar tranquilidade aos profissionais da comissão técnica fixa nesse período de transição.

"Tivemos uma conversa produtiva. Eu, Jorge, Arzul, todos os departamentos falaram. Ariel (Holan) é uma pessoa que sabe tudo o que acontece no Santos. Nos deixou tranquilos, deixou o ambiente leve.

O que ele passou foi tranquilidade, para tocarmos o jogo, sabendo da dificuldade pela quantidade de meninos. Falou que queria analisar os jogadores que aqui estão e os meninos foram muito bem", disse.

Na despedida do Brasileirão, o Santos escalou apenas dois titulares - João Paulo e Sandry. E Marcelo Fernandes garantiu ter gostado do que viu, especialmente pelo desempenho dos jovens.

Marcelo Fernandes, técnico interino do Santos. Foto: Ivan Storti/Santos FC
Marcelo Fernandes, técnico interino do Santos. Foto: Ivan Storti/Santos FC
"Fizemos grande partida, independentemente do resultado. Não queríamos perder, o segundo gol foi de misericórdia, com minha equipe toda na frente. E o primeiro gol foi de bola parada. Tivemos mais posse de bola, finalizações iguais e eles aproveitaram.

Demos azar. Saio daqui muito feliz com o que esses meninos de 16, 17, 18 anos. É de encher os olhos do torcedor", afirmou.

O destaque entre as promessas das divisões de base do Santos na Fonte Nova foi Ângelo. Com apenas 16 anos, disputou seu primeiro jogo como titular e fez ótimo primeiro tempo, com lances de criatividade e ousadia. Na etapa final, acabou sendo mais bem marcado, mas ainda assim foi elogiado por Marcelo Fernandes.

"O Ângelo é um menino que já vinha galgando espaço, logicamente com tempo certo para poder entrar. É um garoto que, como todos os outros, é tratado com esperança. Alto nível de dribles, o primeiro tempo foi de encher os olhos.

POLÊMICA! ÁRBITRO MARCA PÊNALTI PARA O INTERNACIONAL E VAR ANULA. CONFIRA!

Sabíamos que ele e outros sentiriam no segundo tempo por falta de jogos de 90 minutos, normal. Estou muito feliz com a partida do Ângelo e de todos que aqui vieram", comentou.