Olímpia 0 (2) x (4) 1 Nacional - Após dez anos, Naça está de volta ao Paulista A2

De qualquer forma, agora, o tradicional time da capital irá enfrentar o Inter de Limeira na decisão da Série A3

por Agência Futebol Interior

Olímpia, SP, 14 (AFI) - Enfim após dez anos, o Nacional está de volta ao Campeonato Paulista da Série A2. Na manhã desse domingo, o Naça venceu o Olímpia, em pleno Estádio Maria Tereza Breda, pelo placar de 1 a 0 no tempo regulamentar e depois por 4 a 2 nos pênaltis, para avançar a grande decisão da Série A3 e ainda ficar com o acesso. Na primeira semifinal entre os dois times, o time alviceleste havia vencido por 2 a 1 e por isso a decisão foi para os pênaltis.

De qualquer forma, agora, o Nacional irá enfrentar o Inter de Limeira na decisão do estadual. O time limeirense eliminou o Monte Azul, nesse sábado. As duas partidas vão acontecer nos próximos finais de semana.

As datas, horários e locais das partidas serão definidos em uma reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF) nessa segunda-feira. A única certeza é que o segundo jogo, acontece em Limeira, pois a Inter tem a melhor campanha do estadual até agora.

Nacional venceu o jogo e levou a vaga nos pênaltis em Olímpia. Foto: Ana Costa (Anac)
Nacional venceu o jogo e levou a vaga nos pênaltis em Olímpia. Foto: Ana Costa (Anac)

PRIMEIRO TEMPO
Mesmo jogando fora de casa, mas precisando da vitória para avançar a final, o Nacional ditava o ritmo da partida nos primeiros minutos, principalmente em jogadas rápidas pelas laterais do campo, mas encontrava o Olímpia bem postado, pronto para encaixar um contra-ataque e abrir o placar. Tanto que a primeira chance de perigo do jogo, aconteceu mesmo pelos lados do time visitante. Aos 5 minutos, Veloso fez bela jogada e cruzou na área, mas ninguém apareceu para cabecear.

A partir daí, o Olímpia passou a dominar a partida, trocando muitos passes e criar boas chances. Aos 24 minutos, Luizinho Melo roubou a bola na entrada da área e soltou o pé, passando perto da meta do goleiro Felipe Lacerda. A resposta do Nacional veio momentos depois, quando Éder recebeu na área mas chutou para fora.

Nos minutos finais, os dois times foram para o tudo ou nada, e o time visitante chegou ao gol. Aos 45 minutos, Laércio recebeu na área, girou e abriu o placar no Estádio Maria Tereza Breda. Até por conta disso, o primeiro tempo terminou com a vitória parcial do time da capital paulista.

SEGUNDO TEMPO
Precisando do empate para evitar a decisão nos pênaltis, o Olímpia voltou para o segundo tempo com tudo, tanto que nos primeiros minutos chutou duas bolas na trave. Aos 3 minutos, Renatinho chutou cruzado da entrada da área, mas a bola acertou o poste. No lance seguinte foi a vez de Naldinho, de cabeça, explodir a bola no travessão.

Depois disso, o Olímpia continuou em cima em busca do empate mas encontrava uma defesa sólida do Nacional. Aos 23 minutos, Renatinho teve mais uma boa chance para os donos da casa, mas mais uma vez a bola parou na trave do goleiro Lacerda. Nos minutos finais, o time visitante também passou a incomodar em contra-ataques. Até por conta disso, o jogo terminou mesmo com a vitória parcial do Nacional e a decisão foi para os pênaltis.

PENALIDADES
Nas cobranças de pênaltis, muitos erros aconteceram mas o Nacional levou a melhor, vencendo por 4 a 2 e por isso avançou a grande decisão do Campeonato Paulista da Série A3.

Ficha Técnica

Fase
Semifinal
Rodada
2ª rodada
Data
14/05/2017
Horário
10h00
Local
Maria Tereza Breda - Olímpia (SP)
Árbitro
Salim Fende Chavez

Renda
R$ 58.000,00
Assistentes
Luis Alexandre Nilsen e Fernando Afonso Gonçalves de Melo

Público
5.308 presentes
Cartões Amarelos
Olímpia: Luizinho Melo, Roger Goiano, Brumatti
Nacional: Ricardo, Emerson Mi

Gols
Nacional: Laécio 45' 1T
Olímpia
Igor;
Veloso, Jean Pablo, Brumati e Alex Silva;
Roger Goiano, Luizinho Melo (Alvaro), Rogério Maranhão, Vinicius Leite (Max Pardalzinho);
Naldinho e Renatinho (Edinho).

Técnico: Júlio Sérgio
Nacional
Felipe Lacerda;
Thiago (Rafael), Luiz Henrique, Jeferson, Ricardo (Murilo);
Everton, Jadson, Emerson Mi, Danilo Fernandes;
Laécio (Léo Castro) e Éder.
Técnico: Tuca Guimarães
 
 
" />