Ponte Preta 0 x 0 Ferroviária - Campanha ridícula, mas empate livre o rebaixamento

Que sirva de lição para a diretoria, que precisa errar menos para alavancar a Macaca na temporada

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 11 (AFI) – A Ponte Preta se livrou do rebaixamento no Campeonato Paulista ao empatar sem gols com a Ferroviária, nesta tarde, no estádio Moisés Lucarelli, pela 12.ª rodada e última da fase de classificação. Com 12 pontos, o time de Campinas fecha esta fase em 13.º lugar, na frente dos dois rebaixados - Linense, com 10, e Santo André, com 9 – e igual em pontos com o Mirassol, em 14.º.

A fraca campanha da Ponte Preta pode ser confirmada com uma marca jamais vista: nunca deixou de vencer em casa num Paulistão. Foram seis jogos, com três empates e três derrotas. A Ferroviária já estava livre da queda, ficando com 13 pontos, em 11.º lugar, e com uma vaga na disputa do Troféu do Interior.

Este jogo teve a transmissão da Rádio FUTEBOL INTERIOR, que tem sua audiência cada vez maior.

BRIGATTI MUDA
Como o técnico Eduardo Baptista foi desligado na quinta-feira, a Ponte foi dirigida, de forma interina, por João Brigatti. Ele até ousou a promover mudanças no time, com as entradas do volante Nathan e escalando só um atacante: Fellipe Cardoso.

Ponte Preta teve maior volume de jogo, porém, não conseguiu marcar gol. Mas se livrou. Foto: Oficial AAPP
Ponte Preta teve maior volume de jogo, porém, não conseguiu marcar gol. Mas se livrou. Foto: Oficial AAPP

Mesmo correndo risco, a Ponte Preta teve mais volume de jogo no primeiro tempo. Se faltava qualidade técnica, sobrava vontade. Desta forma, criou duas chances claras de gol. A primeira aos seis minutos, quando Orinho tentou chutar a gol, mas errou. A bola, porém, ficou para Fellipe Cardoso que saiu de trás dos defensores. O desvio foi bom, mas a defesa de Tadeu foi melhor ainda, evitando o gol.

Aos 12 minutos, Orinho arriscou o chute cruzado e acertou. Mas Tadeu saltou e espalmou para escanteio, numa grande defesa. A Ferroviária também teve uma chance real aos 31 minutos, quando Wellinton Junior aproveitou o cochilo de Emerson e bateu forte. A bola, caprichosa, tocou no pé da trave, passou pelas costas do goleiro Ivan e saiu do outro lado.

MESMO CENÁRIO
No segundo tempo, o cenário foi o mesmo. A Ponte com mais volume e a Ferroviária se defendendo, sem força ofensiva. Mas o time campineiro só ameaçou aos 22 minutos, quando Marciel fez jogada individual e soltou a bomba. O goleiro Tadeu, outra vez, espalmou para escanteio.

O técnico PC de Oliveira ainda tentou melhorar a Ferroviária usando suas três trocas. Mas não adiantou. Com os dois times cansados, o jogo caiu de ritmo. E foi assim até o final.

COPA DO BRASIL E TROFÉU DO INTERIOR
A Ponte Preta agora se concentra na terceira fase da Copa do Brasil. Na quinta-feira vai enfrentar o Sampaio Corrêa, em São Luis (MA) pelo jogo de volta da terceira fase.


No primeiro jogo, em Campinas, houve empate sem gols. Quem vencer lá avança à quarta fase. A Ferroviária vai se preocupar com o Troféu do Interior.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
12ª rodada
Data
11/03/2018
Horário
17h00
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Thiago Duarte Peixoto

Renda
R$ 33.870,00
Assistentes
Rogerio Pablos Zanardo e Gustavo Rodrigues de Oliveira

Público
3.198 pagantes (3.504 total)
Ponte Preta
Ivan;
Emerson, Renan Fonseca, Luan Peres e Jeferson;
Nathan, Marciel (João Vítor), Silvinho, Orinho (Yuri) e Léo Artur (Felipe Saraiva);
Felippe Cardoso
Técnico: João Brigatti (interino)
Ferroviária
Tadeu;
Alisson, Patrick, Luan e Diogo Mateus;
Fábio Souza, Moacir e Velicka (Caíque);
Welinton Júnior (Misael), Hygor e Léo Castro (Caio Mancha).
Técnico: PC de Oliveira.
 
 
" />