Zagueiro do Guarani protagoniza confusão com torcedores no Brinco de Ouro

Vídeos mostram Ferreira fora de controle em frente ao estádio, onde foi abordado por bugrinos

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 16 (AFI) - O zagueiro Ferreira se desentendeu com torcedores do Guarani e precisou ser contido para que o desfecho do bate-boca não terminasse em violência física. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o atleta visivelmente fora de controle enquanto ouve ameaças e xingamentos dos torcedores.

O episódio ocorreu em frente ao Estádio Brinco de Ouro, momentos antes de os jogadores atravessarem o portão, na volta do treinamento realizado no CT. Outro vídeo mostra o que seria o começo da confusão. Nele, Ferreira está frente a frente com um dos protestantes, em embate bastante acalorado.

“Eu joguei todos os jogos, eu me mato por essa camisa”, diz o jogador. Na sequência, o torcedor responde com frases como “Você não se mata” e “Eu estou falando para você, irmão, não veste mais essa camisa”.

VEJA OS VÍDEOS:

Espaço incorporado por HTML (embed)

Espaço incorporado por HTML (embed)

PÉ DE GUERRA
O clima no Guarani é de guerra desde o início do dia. O escritório do presidente Palmeron Mendes, apontado como grande culpado pelo péssimo momento vivido pelo clube, amanheceu repleto de pichações com ameaças de morte. Localizado no Jardim Leonor, em Campinas, o local teve muros, portão e até mesmo o chão pichados. “Vai Morrer” e “Fora” foram algumas das palavras gravadas.

O ambiente conturbado nos bastidores do clube vem de longa data, mas as reações violentas desta terça escancaram a situação. Tudo isso tem reflexo dentro de campo, com o Bugre na zona de rebaixamento da Série B, em 18º lugar, com apenas cinco pontos somados até o momento. Diante deste clima pesado, o time volta a campo no próximo sábado, para enfrentar o Botafogo-SP, no Santa Cruz, em Ribeirão Preto.