Goiás faz proposta e aguarda resposta de ex-treinador de Santos e São Paulo

Antes de Vágner Mancini, a diretoria esmeraldina tentou Paulo Autuori, Vanderlei Luxemburgo e Dorival Júnior

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 22 (AFI) - Na busca incessante pelo substituto de Maurício Barbieri, a diretoria do Goiás encaminhou uma proposta para Vágner Mancini, que ficou de responder até essa terça-feira.

Atualmente como coordenador de futebol do São Paulo, Vágner Mancini trabalhou de forma interina após a saída de André Jardine e levou o Tricolor à final do Paulistão. Nos jogos contra o Corinthians, Cuca assumiu o comando e o dirigente atuou como auxiliar.

Em março, Vágner Mancini chegou a ser procurado pela Chapecoense, mas acabou recusando a proposta por acreditar no trabalho que estava sendo realizado no São Paulo.

O técnico Vágner Mancini ficou de dar uma resposta aos dirigentes do Goiás até terça-feira
O técnico Vágner Mancini ficou de dar uma resposta aos dirigentes do Goiás até terça-feira
A CARREIRA

Hoje com 52 anos, Vágner Mancini iniciou a carreira como treinador em 2004 no Paulista de Jundiaí e no ano seguinte surpreendeu ao conquistar a Copa do Brasil.

Depois, passou por Grêmio, Vitória, Santos, Vasco, Guarani, Ceará, Cruzeiro, Sport, Náutico, Athletico-PR, Botafogo e Chapecoense.

TENTATIVAS FRUSTRADAS

Maurício Barbieri foi demitido após o vice-campeonato goiano mesmo tendo um aproveitamento de 73%. Depois disso, a diretoria esmeraldina entrou em contato com Dorival Júnior, Paulo Autuori e Vanderlei Luxemburgo, mas os três rejeitaram a proposta.

Outro nome que estava na lista dos dirigentes era o de Enderson Moreira. No entanto, o treinador que estava livre desde a saída recente do Bahia acertou nesta segunda-feira com o Ceará, que no domingo demitiu Lisca.